SEGURANÇA

Polícia realiza Operação Risco Zero para reduzir número de homicídios em Petrolina

Roseanne Albuquerque
Roseanne Albuquerque
Publicado em 06/02/2012 às 7:27
NOTÍCIA
Leitura:

As forças de segurança de Petrolina, encabeçadas pelas polícias Civil e Militar têm intensificado a Operação Risco Zero, que consiste na abordagem de estabelecimentos comerciais como bares, casas de shows, vias públicas.

Apesar de ser uma ação cotidiana planejada pela Secretaria de Defesa Social, os trabalhos nesta área de Pernambuco têm como meta conseguir a redução nas taxas de homicídios para a casa dos 12%, que é o preconizado pelo programa Pacto Pela Vida.

Em Petrolina, onde está situado o 5º Batalhão da PM, foram registrados oito homicídios em janeiro, número igual ao mesmo período do ano passado. Mas o problema não está aí. As estatísticas apontam que a Área Integrada de Segurança 26, onde estão inseridos os municípios de Petrolina, Dormentes e Afrânio; teve um acréscimo no número de homicídios em 2011– foram 97 contra 81 em 2010  - o que comprometeu os resultados obtidos nos anos de 2009 e 2010, quando houve redução de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) em mais de 45%.

Nessa última semana uma equipe do Jornal do Commercio acompanhou a Operação Risco Zero. Vinte e seis viaturas foram empregadas na ação que ocorreu, simultaneamente, em pelo menos dez bairros da cidade. Durante a operação foram lavradas diversas notificações pela Secretaria de Ordem Pública, um homem foi detido por estar portando uma arma branca, máquinas de caça-níqueis foram apreendidas, um adolescente que estava em um bar ingerindo bebida alcoólica foi encaminhado até sua residência, entre outras ocorrências.

“Além da Operação Risco Zero, outras ações são desenvolvidas no sentido de diminuir as estatísticas de violência em Petrolina. Tem a operação Sinal Fechado, quando abordamos nos semáforos. Os projetos de irrigação também não foram esquecidos e para lá são encaminhadas, sobretudo, aquelas guarnições mais especializadas como o GATI, CIOSAC, Rocam, existem os pontos de bloqueio com abordagens”, analisa tenente coronel Carlos Pereira.

Ainda dentro da linha de ações voltadas para a redução da violência, a polícia Civil pretende implantar o projeto Delegacia Itinerante. O planejamento será desenvolvido, mas a iniciativa deve começar ainda neste primeiro semestre.

Mais Lidas