rebelião

Detentos destroem celas e queimam colchões em Lagoa do Carro

Do NE10
Do NE10
Publicado em 10/02/2012 às 2:21
NOTÍCIA
Leitura:

Detentos do presídio de Lagoa do Carro, na Zona da Mata Norte, se rebelaram por volta das 22h30 dessa quinta-feira (9), quebrando as grades das 11 celas da unidade, além de atear fogo em colchões e destruir uma sala de aula.



O motim teve início após um detendo passar mal em uma das celas. Alegando  demora no socorro, os presos resolveram depredar a unidade para reivindicar a instalação de uma enfermaria. Eles também exigiram a realização de um mutirão carcerário pela Justiça. Muitos afirmaram que já cumpriram a pena e continuam presos.  O presídio de Lagoa do Carro abriga atualmente cerca de 80 detentos, mas a sua capacidade é de 50.

A rebelião só foi controlada por volta das 2h desta sexta-feira (10), após a chegada da juíza da comarca de Carpina, Maria do Carmo de Morais Melo, que foi até o local para negociar com os presos.

Policiais do Batalhão de Choque da PM foram acionados, mas não precisaram entrar na unidade.

Mais Lidas