BENEFÍCIO

Viveiros e pequenos açudes do interior ganham incentivos para a piscicultura

Do NE10
Do NE10
Publicado em 11/04/2012 às 7:35
NOTÍCIA
Leitura:

A unidade de piscicultura da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária encerrou nessa terça-feira (10), o peixamento complementar de viveiros e pequenos açudes nos assentamentos Gameleira, Maracujá e Gado Bravo, no município de Altinho. Até o final do ano, a estimativa é que a produção nesses ambientes varie entre 20 a 25 toneladas de pescado, favorecendo a pesca artesanal como alternativa de alimentação e renda.

A programação foi encerrada em Altinho, mas incluiu ações de povoamento de viveiros e açudes em São Lourenço da Mata (Assentamento Concórdia), em Nazaré da Mata (Assentamento Maré Ajudante), em Aliança (Assentamento Camarazal) e Passira (Assentamentos Dom Helder Câmara e Condica), além de quatro açudes no município de Tracunhaém.

De acordo com o governo do Estado, em março desde ano foram adquiridos 35 milheiros de alevinos (filhotes de peixes) das espécies de tambaqui, tilápia revertida (para crescimento) e Curimatã. Os alevinos foram estocados no posto de piscicultura da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária e aclimatizados por 15 a 25 dias para serem destinados a viveiros familiares e para pequenos açudes.

Mais Lidas