menu

Mudas de plantas desenvolvidas no viveiro municipal são plantadas em áreas de Petrolina

O processo de arborização de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, bem como a reconstrução da mata ciliar de algumas áreas, a exemplo da Ilha do Massangano ( a cerca de 15 quilômetros do centro desta cidade sertaneja), tem contado com um reforço importante: trata-se da produção de mudas de espécies nativas, desenvolvida através do viveiro municipal, instalado desde outubro do ano passado nas dependências da escola governador Miguel Arraes, no bairro Henrique Leite, zona norte de Petrolina. Até agora, mais de 3.500 mudas já foram distribuídas para a comunidade e também em ações sociais.

“O viveiro serve como uma ferramenta para reforçar a gestão ambiental, pois não está restrito somente às práticas de atividades escolares. É um instrumento para arborização urbana, para recuperação da mata ciliar e, principalmente, para fomentar um ampla discussão sobre educação ambiental. Ele foi construído através do programa de compensação ambiental desenvolvido pela prefeitura”, enfatiza a diretora de Monitoramento e Educação Ambiental da Agência Municipal do Meio Ambiente, Minéia Góes.

Qualquer pessoa pode adquirir as mudas. Para isso, deve se dirigir até à sede da Agência do Meio Ambiente, fazer uma requisição e receber orientações. “É importante que as pessoas nos procurem porque, antes de receberem as mudas, vão receber todas as orientações técnicas sobre a planta, como e onde plantar”, frisa Vitório Rodrigues, da gerência de Educação Ambiental de Petrolina.
O viveiro municipal tem capacidade para produzir até dez mil mudas.