ARTESANATO

Dia das mães: Hora de ganhar dinheiro extra

Do NE10
Do NE10
Publicado em 07/05/2012 às 11:02
NOTÍCIA
Leitura:

A cada ano que passa mais popular fica a expressão “ganhar dinheiro sem sair de casa”. A comodidade, facilidade e autonomia são alguns dos benefícios que têm atraído muita gente na hora de aquecer o orçamento. Para isso, você não precisa ser artista, nem tampouco dominar o photoshop. Força de vontade e criatividade bastam.

De olho nas oportunidades e aproveitando as datas comemorativas, a exemplo do Dia das Mães, a microempreendedora Eriklêyssa Oliveira, 25 anos, se aperfeiçoou no trabalho com emborrachado, mais conhecido como borracha E.V.A (uma mistura de alta tecnologia de Etil, Vinil e Acetato) e conquistou mais uma fatia do mercado. “Fiz um curso de apenas uma semana e foi o suficiente para eu começar os trabalhos. Hoje faço flores com chocolates e arranjos. Tudo em emborrachado”, disse ela, comemorando mais de mil pedidos em apenas uma semana. “O Dia das Mães é, sem dúvida, a segunda maior data para o crescimento e aquecimento das vendas, perdendo só para no Natal. Nesse período recebi muitas encomendas de escolas e lojistas que resolveram inovar, apostando num material mais duradouro (antes eles usavam flor natural) e sem perder o charme do presente”, garantiu.

As peças, que podem ser adquiridas a partir de R$ 1,50 (flor em emborrachado com bombom) a R$ 70 (arranjo), demoram de 40 minutos a três dias para ficarem prontas. “O tempo vai depender do pedido do cliente. Quando são peças mais trabalhadas, automaticamente preciso de mais tempo. Quando é preciso, faço uma ‘horinha-extra’”, brincou.

Outro exemplo de quem está apostando nesse período para ganhar um dinheiro a mais é o da rendeira Maria Margarida, 58 anos, que desde os 16 aprendeu o ofício da renascença, tradição em Pesqueira, sua cidade natal. “A renascença sempre garantiu um bom dinheiro o ano todo, mas quando chega o Dia das Mães, os pedidos aumentam consideravelmente. Costumo fazer cerca de 12 peças por semana para clientes de Caruaru, Garanhuns, Recife, Arcoverde e Sertânia. Quando chega essa época chego a ter mais de 100 pedidos para João Pessoa, Maceió e Fortaleza”, comemora.

No agreste de Pernambuco, as peças das rendeiras de Pesqueira são facilmente encontradas na Feira de Artesanato em Caruaru e despontam como excelentes opções de presente para o próximo domingo, dia 13. “Além da renascença, outras sugestões são os panos de pratos pintados à mão por artesãs da região. Tem também os tapetes, porta-sacos plásticos, toalhas de mesa e uma infinidade de produtos artesanais que toda mãe gostaria de ter em casa”, garante a vendedora Solange da Costa que há 30 anos trabalha na feira.

Mais Lidas