DESFECHO

Dívida levou amigos a matar caminhoneiro na Mata Sul

Do Jornal do Commercio
Do Jornal do Commercio
Publicado em 21/06/2012 às 10:17
NOTÍCIA
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco conseguiu desvendar e prender, na última terça-feira (19), os acusados pela morte do caminhoneiro Éder de Souza Barbiere, 34 anos, também conhecido como Gaúcho. Ele teve o corpo carbonizado, após ser executado com tiro na cabeça, em um matagal no município de Escada, Mata Sul do Estado, em dezembro de 2011. O crime, motivado por uma dívida de um carro, no valor de R$ 4 mil, foi articulado por seus melhores amigos: Agaci Hércules Souza e Silva, 34, e Paulo Bastos Júnior, 30, o Junior.

De acordo com a delegada Gleide Ângelo, da Delegacia de Homicídio e de Proteção à Pessoa (DHPP), os dois suspeitos haviam sido intimados e a polícia já estava com mandado de prisão preventiva. Como Júnior não havia assinado a intimação, entregue a sua mãe, decidiu comparecer à sede do DHPP do Recife para oficializar o recebimento. Chegou com o comparsa, Agaci. "Foi uma surpresa para a polícia, vê os dois anteontem, na delegacia. Como já estávamos em busca deles, com uma equipe preparada para o caso, prendemos os dois acusados na mesma hora", declarou Gleide Ângelo.

A Polícia Civil tem até dez dias para concluir o inquérito, a partir da data de prisão. Agaci e Júnior foram encaminhados ao Centro de Observação e Triagem (Cotel) de Abreu e Lima, no Grande Recife, e serão indiciados por homicídio doloso, crime classificado como intencional.

Mais Lidas