AUDIÊNCIA

Audiência vai discutir uso da ilha que fica entre Petrolina e Juazeiro

Do NE10
Do NE10
Publicado em 25/06/2012 às 17:00
NOTÍCIA
Leitura:

A Ilha do Fogo, que fica entre Petrolina, no Sertão de Pernambuco e Juazeiro (BA), deve sediar na tarde desta quarta (27), uma audiência pública promovida conjuntamente pelas câmaras de vereadores das duas cidades sertanejas. A iniciativa está marcada para às 16h30 e tem um objetivo claro: promover uma maior discussão sobre a utilização do local para uso exclusivo do Exército Brasileiro. Vale lembrar que a partir de meados de setembro, o 72º Batalhão de Infantaria Motorizado (72 BI), sediado em Petrolina, deve ficar responsável pela ilha. A decisão é da Justiça Federal.

 

Tão logo a informação foi divulgada, muitas manifestações foram desenvolvidas, através de veículos de comunicação, redes sociais. Há quem se posicione contra, há quem acredita que o Exército vai revitalizar o local. A organização militar, inclusive, já é responsável por um dos lados da ilha.

 

“Particularmente sou contra. Não é nada contra o Exercito mas porque, desde que me entendo por gente, vejo a ilha como um ponto de lazer, manifestações culturais. Quantas vezes não passava pelo local e via praticantes de esportes fazendo treinamentos nas areias? Sem contar nos dias de sol, muita gente aproveitava para ir nadar e colocar o bronze em dia. E agora, sendo área restrita, isso não será mais possível de acontecer”, destaca o autônomo João Venâncio da Silva.

 

Já a universitária Roseli Albuquerque, aprova a manutenção da ilha pelo Exército. “Olha, infelizmente, mesmo sendo um importante ponto de lazer e até mesmo de turismo para a nossa região, sabemos que a Ilha do Fogo não tem a devida manutenção, o cuidado mais detalhado dos poderes públicos. Sem dúvida alguma, a estrutura física no local deixa a desejar. Também tem a questão da segurança, o local estava sendo utilizado por muitas pessoas que gostavam de práticas delituosas. Se for para melhorar o local e preservá-lo como um patrimônio natural da nossa região, acho correto sim”.

 

Para a audiência desta quarta,as duas Câmaras convidaram representantes das prefeituras, organizações não governamentais, dioceses, sindicatos, órgãos de segurança, universidades, Codevasf, Chesf, dentre outros.

Mais Lidas