INVESTIGAÇÃO

Três homens suspeitos de matar Júlio Ximbica são detidos em Caruaru

Do NE10
Do NE10
Publicado em 11/09/2012 às 8:56 | Atualizado em 31/12/1969 às 21:00
Leitura:

Três pessoas suspeitas de terem participado do homicídio do animador de festas Ximbica, foram detidas na noite dessa segunda-feira (10) em Caruaru, Agreste de Pernambuco.

De acordo com informações da Polícia Militar, ligações anônimas informaram que numa casa localizada na rua Tupy, no bairro Salgado, estavam pessoas envolvidas no homicídio de Júlio César Deda Pacheco, 58 anos, mais conhecido como Ximbica, que ocorreu no dia 04 desse mês. Policiais foram até o local por volta das 19h, e encontraram Wesley Batista da Silva, 32 anos, que teria efetuado os disparos que mataram Ximbica, Rafael Gustavo Nunes de Carvalho, 19 anos, que estaria pilotando  a moto usada na fuga dos acusados, e Ronaldo Antônio de Souza, 36 anos, que estaria escondendo a arma usada no crime.

Outro homem envolvido no crime também foi identificado, Edilson Severino da Silva, 29 anos, teria dito a Wesley que se ele roubasse um carro de cor branca receberia em troca R$1.000. Os policiais foram até a casa de Edilson, mas não o encontraram. Lá foram apreendidas 42 folhas de cheques diversos, além de 13 recibos de diversos veículos, dois celulares, uma moto FAN de cor preta e placa: HYY – 4304, uma moto CG – 150 de cor vermelha e placa NXW – 0927, sendo uma delas a usada na fuga dos criminosos no dia do crime.

Os três homens foram levados até a Delegacia Regional de Caruaru. Ainda de acordo com a polícia, Wesley nega que tenha cometido o crime, mas Rafael assume que participou. Contra Wesley Batista e Rafael Gustavo foram expedidos mandados de prisão temporária por latrocínio, Ronaldo Gustavo foi liberado, porém a Polícia Civil ressalta que as investigações ainda não foram concluídas.

O crime aconteceu na noite do dia quatro de agosto. Segundo a polícia, os assaltantes passaram de moto pela vítima no momento em que ela estacionava o caro, logo depois um dos bandidos volta até o local onde estava Júlio e aborda ele. Quando o assaltante tentou roubar o carro,  Júlio então teria jogado a chave do veículo, neste momento o bandido atirara contra ele. Júlio foi atingido por quatro tiros e morreu no local.


Mais Lidas