ABASTECIMENTO

Após quase 3 meses, a água começa a chegar nas residências de São José do Egito

Do NE10
Do NE10
Publicado em 27/09/2012 às 12:20 | Atualizado em 31/12/1969 às 21:00
Leitura:

Graças à conclusão da primeira etapa de um projeto para tirar a cidade de São José do Egito, no Sertão de Pernambuco, do colapso no abastecimento de água, os moradores do município começaram a receber água nas torneiras das residências. O projeto foi desenvolvido pela Compesa.

Segundo a Companhia, a água já começou a chegar esta semana pela rede, graças à  implantação de 20 km de adutora entre São José do Egito e o município vizinho de Tuparetama, também no Sertão. Neste primeiro momento, as duas cidades serão atendidas pela mesma tubulação que interliga a Barragem do Rosário e a Estação de Tratamento de Água de Tuparetama. Porém, após a conclusão da segunda etapa, cada cidade terá sua adutora com dois sistemas totalmente independentes.

“Fizemos um contrato de emergência para viabilizar essa solução e estamos muito felizes em tirar São José do Egito do colapso com a conclusão da primeira etapa da obra”, destaca o diretor Regional da Compesa no Sertão, Fernando Lôbo. O bairro São Borja foi o primeiro a receber água.

A cidade sofria bastante por conta da estiagem que assola a região, as barragens São José I e II, que atendiam o município, entraram em colapso. A única fonte para abastecer os mais de 30 mil moradores passou a ser os caminhões-pipa.

Ainda de acordo com a Companhia, ao todo, serão implantados 53,6 quilômetros de adutora ligando São José do Egito à barragem do Rosário. Um investimento de R$ 10,5 milhões que vai gerar uma oferta de 40 litros de água por segundo, o suficiente para abastecer o município sem rodízio. A previsão é que a obra seja concluída até o final de novembro deste ano.


Mais Lidas