ECONOMIA

Frutas orgânicas produzidas no Vale do São Francisco ganham os supermercados do Brasil

Do NE10
Do NE10
Publicado em 24/10/2012 às 13:00
NOTÍCIA
Leitura:

Um projeto pioneiro que começou na feira livre do bairro de Areia Branca, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, tem tudo para ganhar o mundo. Trata-se da comercialização de frutas orgânicas produzidas no Vale do São Francisco. Manga, mamão, goiaba, maracujá e uva já chegam até as prateleiras de mercados de capitais como Fortaleza, Recife e em São Paulo. Na capital paulista, por exemplo, as frutas orgânicas do Vale podem ser encontradas na Ceagesp, considerado um dos maiores entrepostos da América Latina. A proposta é de que, aos poucos, as frutas com certificação orgânica possam chegar aos mercados da Europa e Japão.

De acordo com informações da Codevasf em Petrolina (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba) - órgão que assessora os produtores orgânicos da região - só para ter uma ideia da saída dos produtos regionais, somente neste mês de Outubro, mais de sete toneladas de produtos foram enviados para a Fruitessence, uma empresa especializada no ramo, situada em Fortaleza. De lá, as frutas são direcionadas para outros mercados, como Recife, por exemplo. Há uma perspectiva de que ainda neste mês, cerca de 70 toneladas de manga sejam enviadas para a empresa situada na capital do Ceará.

“Há a vontade de diversificarmos a produção, com a inclusão de outras culturas, como melão, melancia, goiaba e abacaxi, de uma lista de trinta produtos. Vamos nos reunir ainda este mês com os produtores e colocar essa ideia na pauta. Até o fim do ano já deve ser possível comprar ainda mais frutas orgânicas produzidas no Vale do São Francisco nas capitais do Nordeste”, explica o agrônomo da Codevasf em Petrolina, Osnan Ferreira.

Mais Lidas