investigação

Polícia investiga suposto abuso sexual praticado por um conselheiro tutelar em Jupi

Do NE10
Do NE10
Publicado em 23/11/2012 às 16:36 | Atualizado em 31/12/1969 às 21:00
Leitura:

A Polícia Civil de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, investiga um suposto caso de abuso sexual cometido por um conselheiro tutelar em Jupi, cidade vizinha a Garanhuns, no Agreste de Pernambuco.  A mãe da vítima, uma criança de apenas 8 anos, foi a responsável pela queixa. A Polícia do local encaminhou a criança para realização do exame que identifica Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), no Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru. O exame atestou o abuso.

Segundo o delegado de Garanhuns que investiga o caso, João Lins, a mãe do garoto contou durante depoimento nessa quinta (22) que o garoto estava desparecido há dez dias e,  quando voltou para casa, teria contado que durante o tempo que passou fora de casa, ficou na residência de um conselheiro tutelar da cidade, onde teria sido abusado sexualmente. A criança voltou para casa se queixando de dor.

O nome do conselheiro tutelar não foi divulgado. Ele já começou a ser investigado pela polícia do município. “Fiz um boletim de ocorrência, ouvimos a mãe e o garoto e agora vamos aguardar o resultado dos exames, que devem ser divulgados ainda hoje (sexta) ou amanhã (sábado – 24)”, explicou o delegado João Lins.


Mais Lidas