PETROLINA

Manifestantes desocupam prédio da Prefeitura de Petrolina, mas continuam protesto do lado de fora

Do NE10
Do NE10
Publicado em 17/07/2013 às 7:55 | Atualizado em 31/12/1969 às 21:00
Leitura:

Depois de mais 30h de ocupação, os manifestantes tiveram que deixar as dependências internas da Prefeitura de Petrolina, no Sertão pernambucano, nesta terça-feira (17). A decisão judicial foi expedida pelo Juiz da Vara da Fazenda Josilton Reis, que foi favorável ao Executivo Municipal.

O ‘O Vale Acordou’ havia tomado o prédio desde a última segunda-feira (15), ao meio-dia. As reinvindicações do grupo estão relacionadas à melhoria do transporte público.

Segundo Sara Fonseca, 23 anos, a decisão judicial foi entregue por volta das 18h e pedia a saída imediata dos cerca de 70 ocupantes. “Fizemos duas assembleias e decidimos permanecer do lado de fora do prédio até o prefeito abrir um canal de diálogo conosco”, diz.

Antes de se retirarem da antessala do gabinete, a Polícia Militar solicitou que o espaço fosse reorganizado pelos protestantes que, em troca, pediram de volta uma bandeira do movimento de 20 metros que foi estendida no hall do edifício e que, depois disso, teria sido retida pela Guarda Municipal. Às 20h, os jovens leram uma carta aberta à população e saíram juntos, com as mãos na cabeça. Alguns, em protesto, se ajoelharam em frente à Prefeitura, protegida pelos militares.

De acordo com a assessoria do Prefeito Julio Lossio (PMDB), o gestor continua aberto ao diálogo e deve marcar uma reunião ainda nesta quarta-feira (17) para receber uma comissão de representantes. Até lá, o movimento promete continuar acampado, desta vez da área externa da sede do Executivo.


Mais Lidas