Quem sou eu?

Por Diego Martinelly Por Diego Martinelly
Por Diego Martinelly
Por Diego Martinelly
Publicado em 11/10/2013 às 11:09
NOTÍCIA
Leitura:

Não sei quem eu sou quando me vejo, mas sei quem sou quando estou perto de você. Posso até ser um nada, mas prefiro acreditar que somos a razão de nossas vidas.

Não desfrutei o amor o quanto é necessário para compreender que não há velocidade para se ter, é preciso paciência para se conquistar.

Só ele me faz sorrir ou chorar.

Só ele cicatriza minhas feridas ou abre uma fenda no meu coração.

Só ele é testemunha do meu amor ou juiz da minha incapacidade para amar.

Só ele é capaz de projetar um bando de verdades ou referendar a mim como uma grande mentira.

Afinal, quem sou eu?

Eu sou o tempo, inquilino de suas ações, parceiro de sua estupidez, a sombra de tua solidão, a ingratidão de teus atos, porém, sou capaz de refazer vidas.

Reconstrua o seu hoje, acredite, você é capaz de construir o seu próprio tempo.

 

Mais Lidas