DENÚNCIAS

PF apreende R$ 4.970 em notas falsas no interior de Pernambuco

Do NE10
Do NE10
Publicado em 11/11/2013 às 8:43
NOTÍCIA
Leitura:

Denúncias de populares levaram à prisão em flagrante na última sexta-feira (8) de três homens acusados de circular notas falsas em municípios do interior do Estado. O operador de empilhadeira José Sebastião da Silva, de 47 anos, foi preso em Xexeú, na Zona da Mata, com R$ 1.270 em notas falsas. Já Joseildo Justino dos Santos e Manuel Florencio da Silva foram detidos em um ônibus que fazia a linha Bezerros/Gravatá na BR-232. Com a dupla, foi apreendida a quantia de R$ 800 em cédulas falsas.

Após denúncias, policiais militares do 10º BPM (Batalhão de Polícia Militar) localizaram José Sebastião da Silva tentando repassar a quantia falsa - sendo 12 em notas de R$ 100 e sete em notas de R$ 10 - no comércio local. O suspeito, que segundo informações da polícia estava sob efeito de álcool, foi levado para a Superintendência da Polícia Federal (PF) no Recife, no Cais do Apolo, Centro da capital pernambucana.


https://produtos.ne10.uol.com.br/saojoao/wp-content/uploads/2013/11/notas_cem_falsas_470.jpg
Maioria das notas apreendida pela PM era de R$ 100 (Foto: Divulgação / PF em Pernambuco)

No interrogatório, o operador de empilhadeira afirmou que havia encontrado um pacote com cerca de três mil reais nas proximidades de um banco no município de Xexeú. Uma parte do dinheiro foi dividida entre amigos. Com o resto, José Sebastião informou que pagou uma conta de bar com uma nota de R$ 100. O troco recebido de R$ 45 também foi usado para a compra de bebidas.

O suspeito foi autuado em flagrante por adquirir, guardar e colocar em circulação moeda falsa. Após o depoimento, foi encaminhado para o Centro de Triagem e Observação Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife, onde ficará à disposição da Justiça Federal. Se for condenado, pode pegar penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão.

Na tarde do mesmo dia, o mototaxista Josinaldo Severino da Silva foi preso por policiais militares após tentar trocar uma nota falsa de R$ 100. O suspeito morava em São Paulo e foi detido no município de Bezerros, no Agreste, com 29 cédulas falsas de R$ 100, o que totalizou a quantia de R$ 2.900. Durante interrogatório, Josinaldo disse à polícia que havia acabado de chegar da capital paulista e encontrou o dinheiro em uma lixeira próxima ao terminal rodoviário da cidade.

Ainda na sexta, PMs prenderam Joseildo Justino e Manuel Florencio. Segundo informações repassadas à polícia, a dupla teria tentado trocar uma cédula falsa de R$ 100 na Rodoviária de Gravatá, no Agreste do Estado. Na abordagem feita durante o bloqueio, a polícia encontrou com os suspeitos a quantia de R$ 800. Joseildo, já acusado de agredir sua mulher de 32 anos, estava com sete cédulas de R$ 100, enquanto Manuel estava apenas com uma nota de R$ 100.

Durante o interrogatório na Superintendência da PF, os dois afirmaram que o montante foi adquirido com a venda de um relógio em Gravatá. Os três foram autuados pelo mesmo crime. Após serem submetidos a exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, a dupla foi encaminhada para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza. Se forem condenados, também podem pegar penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão.

Confira as dicas da PF para evitar recebimento de notas falsas:
1. Redobre a segurança em compras com a chegada de datas comemorativas
2. Não tenha pressa no atendimento. Confira sempre o troco
3. Observe a textura da nota. Procure o relevo da tinta usada na fabricação da cédula
4. Verifique a marca d'água colocando a nota contra a luz
5. Preste atenção no chamado registro coincidente, símbolo desenhado dos dois lados da cédula. Visto contra a luz, as figuras das duas faces coincidem
6. Desconfie se o fio de segurança da nota for nítido demais
7. Observe a impressão da nota. Nas cédulas legítimas, as tonalidades de cores são bastante nítidas

OPERAÇÕES - A PF contabilizou, com estas duas prisões, a apreensão de R$ 7.482 e prisão de nove pessoas - sendo oito homens e uma mulher - durante este ano. A maior apreensão pela Polícia Federal de notas falsas aconteceu em 14 de setembro de 2009, quando quatro pessoas foram presas nas cidades de Canhontinho, Agrestina e Caruaru. Durante a operação - batizada de Contenção - R$ 44.900 em notas falsas foi tirado de circulação.

Mais Lidas