INVESTIGAÇÃO

Vereadores de Caruaru prestam depoimento à polícia

Do NE10
Do NE10
Publicado em 20/12/2013 às 10:03
NOTÍCIA
Leitura:

A Polícia Civil em Caruaru, no Agreste pernambucano, convocou, na manhã desta sexta-feira (20), sete vereadores do município para prestar depoimento à polícia como parte das investigações da Operação Ponto Final. As ouvidas ocorrem na Gerência de Polícia do Agreste (GPA), no bairro Indianópolis.

Segundo o procurador da Casa Jornalista José Carlos Florêncio, José Américo, devem prestar depoimento ao longo do dia o presidente da Câmara Municipal, Leonardo Chaves (PSD), além dos vereadores Ricardo Liberato (PSC), Dr. Demóstenes (PROS), Lula Tôrres (PR), Rozael do Divinópolis (PROS), Zé Ailton (PDT) e Marcelo Gomes (PSB).

Os depoimentos, também segundo o procurador, pode se estender até a segunda-feira (23). Ainda nesta sexta-feira a polícia pode divulgar informações sobre a ouvida dos parlamentares.

O CASO - A Operação Ponto Final foi deflagrada no início da manhã da última quarta-feira (18). Ao todo, 10 vereadores da Capital do Agreste foram presos e encaminhados à Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, por suspeita de concussão, corrupção passiva e organização criminosa. Os parlamentares estariam exigindo ao prefeito José Queiroz (PDT) o valor de R$ 2 milhões, para aprovação do projeto do BRT (Bus Rapid Transit), orçado em R$ 250 milhões.

Permanecem presos os vereadores Sivaldo Oliveira (PP), Cecílio Pedro (PTB), Pastor Jadiel e Val das Rendeiras (Pros), todos da base governista, e mais seis da oposição: Val (DEM), Louro do Juá (SDD), Jajá (PPS), Eduardo Cantarelli (SDD), Neto (PMN) e Evandro Silva (PMDB).

Mais Lidas