CRIME EM ITAÍBA

Suspeito de matar promotor de Itaíba não vai participar da reconstituição do crime

Do NE10
Do NE10
Publicado em 23/12/2013 às 10:41
NOTÍCIA
Leitura:

Com informações do repórter Nilton Leal, da TV Jornal Caruaru
Atualizado às 12h25

A movimentação é intensa desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (23) na Delegacia de Águas Belas, no Agreste de Pernambuco. Pelo menos 30 pessoas entre policiais e representantes do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) participam da reconstituição do crime que culminou com a morte do promotor do município Thiago Faria Soares, 36 anos. Ele foi executado com vários tiros há dois meses, na rodovia PE-300, entre Águas Belas e Itaíba.

Prestaram depoimento na manhã desta segunda-feira na delegacia do município, o agricultor Edmacy Cruz Ubirajara, suspeito de ser o autor dos disparos que vitimaram o promotor, além de Misheva Freire Ferrão Martins, noiva do promotor e, até o momento, principal testemunha ocular do homicídio.

Em depoimento, Edmacy disse à polícia que vai auxiliar no que for possível para que o crime seja solucionado. Já a defesa do suspeito, diz que ele não vai participar da reconstituição, uma vez que ele afirma não ter participado da cena do crime.

Para a simulação, que começou por volta das 11h e não tem horário previsto para terminar, o MPPE alugou um veículo semelhante ao que o promotor Thiago Faria estava quando foi assassinado, um Hyundai Vera Cruz.

 

Mais Lidas