obras em lentidão

Construção do Presídio de Tacaimbó caminha a passos lentos

Do NE10
Do NE10
Publicado em 21/01/2014 às 10:16
NOTÍCIA
Leitura:

A reportagem exibida na semana passada pela TV Jornal sobre a superlotação do Presídio de Palmares, na Zona da Mata do Estado, é só mais uma triste realidade das unidades prisionais de Pernambuco. O estado dispõe de 10.500 vagas para presos, mas comporta mais de 30 mil detentos.

Novas unidades como o Presídio de Tacaimbó, no Agreste pernambucano, podem amenizar esse problema. No entanto, a nova penitenciária do município, que de acordo com Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) vai abrigar 579 internos, segue com obras a passos lentos.

LEIA MAIS:
» Símbolo da agonia do sistema prisional
» Presos de Palmares transferidos

CONCLUSÃO - Em nota, a Seres informou que o Presídio de Tacaimbó está com 40% das obras concluídas, e que a previsão é de que a unidade fique pronta em julho deste ano. A pasta ainda informou que a nova unidade terá a capacidade ampliada para 920 detentos.

Mais Lidas