combate à seca

Moradores de Jupi, no Agreste, contemplados com mais de 300 cisternas

Do NE10
Do NE10
Publicado em 27/02/2014 às 9:21
NOTÍCIA
Leitura:

Para minimizar os efeitos de uma das piores estiagens dos últimos anos, o governo federal, por meio do programa Água Para Todos, via Ministério da Integração Nacional (MIN), está instalando 357 cisternas de polietileno na área rural de Jupi, uma das cidades do Agreste pernambucano que decretou situação de emergência no ano passado. Os trabalhos serão concluídos até o final de março.
 
Os reservatórios, que serão entregues no município pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), captam a água da chuva e permitem o armazenamento de 16 mil litros, garantindo condições para uma família de quatro a cinco pessoas se manter por até nove meses de estiagem.

O material utilizado na fabricação dos reservatórios é adequado à região. "A resina de polietileno somente pode fundir a uma temperatura de 147º C, sendo que na região a temperatura máxima pode oscilar em torno de 50º C em períodos de clima mais severo", explicou Amauri Ramos, diretor da Acqualimp, fabricante dos reservatórios.

Mais Lidas