tráfico

Idosa é presa com 1,8 Kg de pasta base de cocaína em Quipapá

Do NE10
Do NE10
Publicado em 11/04/2014 às 7:50
NOTÍCIA
Leitura:

Uma agricultora de 60 anos foi presa pela Polícia Federal no município de Quipapá, Zona da Mata de Pernambuco, durante uma vistoria em um ônibus oriundo de Alta Floresta/MT. Com a utilização de cães farejadores, os agentes encontraram no bagageiro uma mala de cor cinza com quatro tabletes de pasta base de cocaína. Identificada pelo ticket de bagagem, a mala pertencia a Maria Rosa da Conceição Soares, que recebeu voz de prisão em flagrante.

De acordo com a Polícia Federal, ações como esta foram intensificadas com o objetivo de evitar o abastecimento de pontos de venda no Estado por traficantes. A suspeita foi levada para a sede da Polícia Federal no Recife/PE, onde foi autuada por tráfico interestadual de entorpecentes. Caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão.

Maria Rosa foi submetida a exame de corpo de delito e levada para a Colônia Penal Feminina do Bom Pastor, na capital pernambucana, onde ficará à disposição da Justiça Estadual de Quipapá. Além da droga também foram apreendidos alguns documentos como passagem do ônibus e ticket de bagagem.

Em interrogatório, Maria informou que há cerca de 15 dias teria recebido o telefonema de uma pessoa, cujo nome não revelou, para viajar até Cuiabá, apanhar uma certa quantidade de droga e levar para Caruaru, no Agreste pernambucano. Para isso, ela receberia a R$ 4 mil quando entregasse a droga. A idosa viajou no dia 31 de março e recebeu R$ 800 adiantados para custear suas despesas. Quando chegou em Cuiabá, recebeu a droga dentro de uma mala na residência de uma mulher e seguiu para a rodoviária e pegou um ônibus para Caruaru, sendo presa por policiais numa barreira de rotina.

Caso a droga fosse transformada em crack daria para se fazer seis quilos, o que corresponderia a aproximadamente 24 mil pedras. A droga seria usada para abastecer vários pontos de venda de crack em Caruaru.

Esta é a 10ª apreensão de drogas em Pernambuco este ano.

Mais Lidas