recursos públicos

PF investiga superfaturamento na festa do São João do Vale, em Petrolina

Do NE10
Do NE10
Publicado em 29/04/2014 às 10:07
NOTÍCIA
Leitura:

A Polícia Federal, por meio da Delegacia em Juazeiro, no Sertão baiano, deflagrou nesta terça-feira (29) a Operação Midsummer, que visa repreender o desvio de recursos públicos decorrentes da realização do “São João do Vale”, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, entre os anos de 2012 e 2013. A operação contará com a participação de aproximadamente 40 policiais federais.

A justiça baiana expediu nove mandados de busca e apreensão, sendo um em Salgueiro (PE), dois em Campo Formoso (BA), cinco em Petrolina (PE) e uma em Juazeiro (BA), incluindo as buscas na sede da Prefeitura Municipal de Petrolina, especificamente na Secretaria Municipal de Finanças e na Coordenação Geral de Licitações, Contratos e Convênios.

De acordo com as investigações, as fraudes possuíam duas vertentes, sendo uma para contratação irregular de empresas de locação e montagem de estruturas, mediante direcionamento de licitações, superfaturamento de preços, montagem de estruturas fora das especificações do plano de trabalho e renovações irregular de contratos.

Uma outra vertente consistia na contratação irregular de empresas para intermediar acordos com artistas e bandas, sem contratos de exclusividade, mediante o direcionamento de licitações públicas e com superfaturamento de preços. Ainda segundo as investigações, os valores dos contratos firmados apenas no ano de 2013 ultrapassam os R$ 10 milhões, com prejuízo aos cofres públicos, eventualmente desviados, a ser apurado com a continuidade da investigação.

A operação visa desarticular um grupo criminoso dedicado à prática de crimes licitatórios, formação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro. O nome da operação Midsummer está relacionado à festa que marca o início do solstício de verão no hemisfério norte Europeu, correspondente ao período junino no Brasil.

Mais Lidas