agreste

PF prende técnico em informática suspeito de pedofilia em Pesqueira

Do NE10 Interior
Do NE10 Interior
Publicado em 01/05/2014 às 7:00
NOTÍCIA
Leitura:

Atulaizada em 1/5/2014, às 15h14

Encontra-se na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, no Agreste do Estado, o técnico em informática – de 29 anos e nome não revelado – que foi preso suspeito de cometer crimes pornográficos com crianças em Pesqueira, também no Agreste. O acusado, que trabalhava em uma escola particular do município, foi localizado pela Polícia Federal (PF) durante a Operação Fake Friend (falso amigo), no centro da cidade, na manhã da quarta-feira (30). 

Segundo a polícia, o acusado criava vários perfis falsos na rede social Facebook, se passando por meninas que supostamente estudavam na escola. Após ser adicionado como uma nova amizade, o suspeito começava a ganhar a confiança de alunas para depois coagi-las a usarem a webcam, as induzindo a tirar a roupa diante do computador e a acessar páginas de conteúdo pornográfico.

Denúncias foram feitas pela mãe de uma menina de 9 anos, o que levou o suspeito a ser preso logo após três mandados de busca e apreensão expedidos pela 28ª Vara da Justiça de Arcoverde, no Sertão. Ele foi encontrado em casa, local onde a PF apreendeu diversos CDs, quatro discos rígidos, um notebook, um celular, um pendrive, além de vários vídeos e fotos contendo cenas de sexo com crianças.

O técnico em informática foi enquadrado no crime de possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente, contido no artigo 241-B da Lei nº 8.069/90 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Como o suspeito não teve como pagar fiança de 35 salários-minimos, ele foi encaminhado à unidade prisional da Capital do Agreste, local onde permanecerá à disposição da Justiça. Se condenado, poderá cumprir pena de um até quatro anos de reclusão.

Mais Lidas