cancelado

Mais uma vez Caruaru fica sem o Festival Nacional de Fogueteiros

Diego Caires
Diego Caires
Publicado em 28/05/2014 às 11:22
NOTÍCIA
Leitura:

Pelo segundo ano consecutivo o São João de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, não terá o tradicional Festival Nacional dos Fogueteiros e Baloeiros que era realizado no Estádio Luiz José de Lacerda, há 27 anos. Desde o ano passado que os organizadores do festival enfrentavam dificuldades para realizar o evento, cujo embate era a falta de patrocínio. A prefeitura era responsável por financiar parte da festividade e o restante era oriundo de outros meios.

Neste ano, o problema é outro: a segurança. De acordo com Ednilson Félix, um dos responsáveis pela organização do show pirotécnico, há vários anos que ele e os demais empresários do setor e a prefeitura discutem a responsabilidade por um eventual acidente que possa ocorrer.

Segundo Félix, o município cita uma cláusula no contrato que o órgão executivo não pode se responsabilizar por algo que não tem o conhecimento técnico.  Por essa razão, os organizadores resolveram cancelar o evento, e para eles o fator determinante é a mudança na produção dos fogos de artifício.

"No segundo semestre do ano passado, as indústrias que fabricam os fogos de artifícios começaram a comprar a base que compõe os rojões e morteiros, que são da linha de grande porte, diretos da China. E como os padrões nos tamanhos dos artefatos são diferentes dos usados no Brasil, há uma preocupação nos efeitos gerados pela nova linha de produtos", justifica Ednilson.

Como alternativa para manter o evento com segurança e dessa forma preservar a tradição, foi levantada a possibilidade de utilizar produtos que não tenham a mesma potencia dos produzidos atualmente, mas para Adenilson, isso seria regredir e entre os efeitos estaria a perda expressiva do público.

"Utilizar apenas artefatos artesanais e sem nenhum grande efeito, o público não iria comparecer. O evento sempre foi grandioso e bonito até agora, havia todo o empenho dos patrocinadores de mandar produtos inovadores e modernos a cada ano. Regredir agora não faz nenhum sentido", complementa Ednilson.

A esperança dos organizadores do Festival Nacional dos Fogueteiros e Baloeiros é que no próximo ano algo possa mudar em relação ao esquema de segurança da festa. Mas por enquanto fica a saudade de quem teve a oportunidade de acompanhar o espetáculo em 2012, na última edição do festival.

Mais Lidas