Povo na net

Nossos ídolos

Por Diego Martinelly Por Diego Martinelly
Por Diego Martinelly
Por Diego Martinelly
Publicado em 03/06/2014 às 12:35
NOTÍCIA
Leitura:

Os dicionários definem o substantivo herói como pessoa que provoca admiração ou autora de grandes feitos. Em um país tão extenso, com cada região tendo sua peculiaridade e costumes, parece até complicado enumerar os heróis que desbravam esta nação. Mas esta nova geração passou a eleger um novo herói para o País na mesma velocidade do mundo moderno. A cada clique, a cada filmagem, a cada frase de efeito, eles aparecem como imortais e mitos desta globalização maluca que vivemos.

É como se rasgássemos tudo que se foi construído, apagássemos da história quem realmente fez história e passássemos a viver um ciclo de escolha sem valores, de vida sem princípios, guiada por seres humanos sem cérebros.

As pessoas mais velhas passaram a ter a sensação que viraram o mundo de cabeça pra baixo ou estamos vivendo em outro planeta. Imaginemos se fôssemos registrar nos livros históricos os heróis lançados por esta geração. No capítulo dos cantores, estariam lá os MCs e tantos outros de outros estilos musicais com suas músicas pornográficas; na literatura, estaria lá a história da mulher que tinha obsessão por homens e vendia seu corpo por prazer; na política, os mensaleiros; e, no cinema, os atores que interpretam bandidos valentes dos nossos morros.
No capítulo dos cantores, estariam lá os MC?s e tantos outros de outros estilos musicais com suas músicas pornográficas


Este é o Brasil que sonha com Copa do Mundo e ilude seu povo com uma educação medíocre ajudando a extinguir a consciência do seu povo. Vou continuar sendo careta e batendo palmas para as pessoas que fazem justiça sem escolha; propagam o amor nas palavras e nos gestos e atitudes que propagam o bem social.

Mais Lidas