história

Pesquisadores localizam sítio arqueológico em Cupira, no Agreste

Do NE10 Interior
Do NE10 Interior
Publicado em 03/06/2014 às 17:07
NOTÍCIA
Leitura:

Um novo sítio arqueológico foi descoberto pelos profissionais do Eixo Arqueologia do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) e da Arqueolog Pesquisas durante investigações durante levantamento realizado em Cupira, no Agreste do Estado, município onde está sendo construída a barragem Panelas II. Segundo o historiador e coordenador do Eixo Arqueologia do Itep Aramis Macêdo, o sítio arqueológico apresenta vestígios materiais dos grupos indígenas filiados às tradições ceramistas aratu e tupi-guarani.

“Pesquisas como essa que está em execução em Cupira contribuem para a maior compreensão sobre os hábitos dos povos indígenas que ocupavam o Brasil desde muito antes da chegada dos europeus”, destaca Aramis Macêdo. A Tradição Aratu abrange sítios localizados no litoral da Bahia, interior de Pernambuco e sul de Minas Gerais, e compreende populações de agricultores ceramistas que formavam aldeias densamente povoadas e ocupadas por longos períodos de tempo.

Já a tradição tupi-guarani é típica de regiões costeiras e se caracteriza por grupos humanos que moravam em aldeias de forma oval ou circular com economia baseada na mandioca. Segundo os arqueólogos Glena Salgado e Pétrius Bélo, do Itep, é provável que tenha havido contato entre esses dois grupos.

Esse é o segundo sítio arqueológico tupi-guarani encontrado no município. Em novembro do ano passado, outra área semelhante foi localizada na cidade. “Na ocasião, foram coletados artefatos como fragmentos de recipientes cerâmicos e machados de pedra. Os resultados parciais das análises de laboratório indicam que a área foi ocupada por populações humanas entre o período de 1.000 e 500 anos atrás”, conta o arqueólogo Marcos Albuquerque, que é responsável pela pesquisa junto com a também arqueóloga Veleda Lucena. Todo material resgatado foi destinado ao Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Os trabalhos de prospecção, monitoramento e resgate arqueológicos também são desenvolvidos nas seguintes barragens integrantes do Sistema de Contenção de Enchentes e Prevenção aos Efeitos da Seca do Estado de Pernambuco: Gatos (Lagoa dos Gatos), Serro Azul (Palmares), Barra de Guabiraba (Barra de Guabiraba), Brejão (Brejão) e Engenheiro Pereira (Moreno).

Mais Lidas