agricultura

Tecnologias auxiliam na qualidade de uva produzida em São Vicente Férrer

Do NE10 Interior
Do NE10 Interior
Publicado em 06/06/2014 às 12:18
NOTÍCIA
Leitura:

O processo de introdução de novas tecnologias tem elevado a produtividade, a qualidade e o valor de mercado das uvas produzidas em São Vicente Férrer, no Agreste pernambucano. No município, a vitivinicultura movimenta uma média anual de R$ 30 milhões com expectativa de crescimento médio de 4% ao ano, na área plantada.

A maioria dos vitivinicultores da região é de agricultores familiares dos sítios: Esquecido, Jararaca, Quatis e Mirim, assistidos pelo escritório do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) de São Vicente Férrer. Segundo o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Aldo Santos, a esses agricultores familiares são prestadas orientações que incluem a escolha da área, preparo do solo, tratos culturais e fitossanitários, adubação, irrigação e colheita.

A comercialização, em sua maioria, é realizada no próprio município com os  empresários rurais que fornecem o produto para a Ceasa, supermercados e feiras da região Metropolitana do Recife (RMR) e algumas cidades da Paraíba e de Alagoas. “A uva de São Vicente Férrer pode ser consumida “in natura”, como uva de mesa, ou beneficiada para produção de sucos concentrados e vinho de mesa”, explica o presidente do IPA, Genil Gomes. 

Mais Lidas