Meio Ambiente

Aterro sanitário de Goiana é interditado; chorume não era tratado adequadamente

Do NE10
Do NE10
Publicado em 14/07/2014 às 16:24
NOTÍCIA
Leitura:

O aterro sanitário de Goiana, na Zona da Mata Norte pernambucana foi interditado após um pedido feito pelo Ministério Público do Pernambuco (MPPE). A socilitção foi aceita pela Tribunla de Justiça do Estado que também determinou a suspensão do envio de lixo para o local.

Os resíduos devem ser encaminhados para outras estações de tratamento de lixo. O local deve ser escolhido pela de Goiana e pode ser da rede pública ou privada. O descumprimento da decisão ocasionará uma multa diária de R$ 1 mil.

De acordo com o MPPE, ao deixar de realizar o tratamento do chorume (líquido tóxico) o aterro sanitário transformou-se em um "lixão". A falta de tratamento dos resíduos estava atingindo o solo, o subsolo e os cursos d'água de Goiana.

A ação, ingressada pelo promotor de Justiça de Defesa da Cidadania e do Meio Ambiente de Goiana, Fabiano Saraiva, foi acompanhada de fotos e de um relatório do Centro de Apoio às Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (Caop Meio Ambiente) do MPPE. O Caop realizou ainda uma vistoria ambiental no aterro sendo constatados problemas ambientas e operacionais.

Mais Lidas