Investigação

Em Caruaru, Justiça ouve testemunhas de defesa do vereador Neto (PMN)

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 05/08/2014 às 9:43
NOTÍCIA
Leitura:

Vereador foi preso durante a Operação Ponto Final
Foto: Vladimir Barreto/Ascom Câmara.
Serão ouvidas nesta terça-feira (5) as testemunhas de defesa do vereador Neto (PMN) investigado durante a Operação Ponto Final. Os depoimentos devem ocorrer no Juiz Demóstenes Batista Veras, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O processo faz parte da investigação que resultou na prisão de dez vereadores do município entre dezembro e janeiro de 2013. Eles são suspeitos de prática de corrupção passiva, concussão e formação de organização criminosa.

Na segunda-feira (4), foram ouvidas as testemunhas de defesa do vereador Louro do Juá (SDD). Ao todo, 14 pessoas prestaram depoimento em favor do parlamentar. Já na sexta-feira (1º), foram ouvidas as testemunhas do vereador Jajá, que está sem partido. O parlamentar convocou 13 testemunhas, mas apenas dez compareceram ao fórum.

DEPOIMENTOS - No dia 30 de julho, foram ouvidas as testemunhas de defesa do vereador investigado Jadiel Nascimento (PROS).  A ouvida ocorreu na sala da 4ª Vara Criminal de Caruaru. O vereador não quis falar com a imprensa. Já no dia 29, foram ouvidas 13 testemunhas de defesa do vereador Evandro Silva (PMDB).  No primeiro dia de ouvidas, dia 28, seriam ouvidas 12 testemunhas de defesa do vereador Eduardo Cantarelli (SDD), preso na operação. Mas apenas nove prestaram depoimento, duas foram dispensadas e uma não compareceu ao fórum.
 
Segundo o advogado de defesa dos vereadores, Marcílio Cumaru, a ouvida das testemunhas de defesa seguem a mesma linha dos depoimentos das testemunhas de acusação. Já o Ministério Público explicou que o procedimento é uma nova etapa fundamental para o processo e a expectativa é que os depoimentos se desenrolem de maneira normal.

Ao todo, devem ser ouvidas 120 pessoas nesta fase do procedimento. A previsão é que os depoimentos sejam realizados até o dia 13 do próximo mês. Os dez vereadores investigados pela operação também devem prestar esclarecimentos.

ENTENDA - Os vereadores Jadiel Nascimento (PROS), Sivaldo Oliveira (PP), Val das Rendeiras (PROS), Cecílio Pedro (PTB), Val (DEM), Louro do Juá (SDD), Eduardo Cantarelli (SDD), Neto (PMN), Evandro Silva (PMDB) e Jajá (PPS) foram presos no dia 18 de dezembro durante a Operação Ponto Final, da Polícia Civil.

Mais Lidas