Orçamento divulgado

Minibox custará R$ 27 mil na nova Feira da Sulanca de Caruaru

Núcleo SJCC/Caruaru
Núcleo SJCC/Caruaru
Publicado em 10/03/2015 às 12:24
NOTÍCIA
Leitura:

Obra deve custar cerca de R$ 570 milhões
Foto: Reprodução/TV Jornal.
O orçamento para a realização das obras do processo de transferência da Feira da Sulanca de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, foi aprovado em sessão extraordinária nessa segunda-feira (9).  Aprovado por maioria dos votos, o projeto da nova feira seguirá para conhecimento dos sulanqueiros e lojistas.

De acordo com a assessoria de imprensa do Conselho da Feira, antes da votação, o projeto foi encaminhado para análise de um perito, que verificou os custos de construção baseado no Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi). O perito , apresentou os laudos técnicos que garantem maior transparência ao processo de transferência.

Para a presidente do conselho, Fátima Amaral, a construção do empreendimento será superior ao modelo existente na cidade de Santa Cruz, mas caberá ao feirante escolher diante dos valores que serão apresentados pela compra ou não. Ele têm o poder da escolha para a realização desse projeto de transferência, ressalta. 

Presente na assembleia o secretario de Gestão e Serviços Públicos de Caruaru, Paulo Cassundé, ressaltou que existe um receio diante da construção e da envergadura que essa obra tem para a economia local. Presenciamos aqui o diálogo e a transparência das entidades envolvidas nesse processo de transferência da Feira de Caruaru. Toda a mudança traz receio, mas precisamos sair dessa zona de conforto, vamos em busca de soluções e fortalecer o dialogo já existente para dar prosseguimento ao empreendimento, concluiu.

Os valores das demais modalidades do empreendimento foram aprovados e posteriormente serão divulgados. As lojas poderão ser compradar partir de R$ 195.099,00 já os miniboxes custarão R$ 27.308,03, e poderão ser financiados em parcelas intercaladas ou em até 60 vezes. A obra terá custo total de R$ 570 milhões.

Mais Lidas