Caruaru

Após família cobrar cesariana, Secretaria diz que bebê morreu laçado

Núcleo SJCC/Caruaru
Núcleo SJCC/Caruaru
Publicado em 13/03/2015 às 9:34
NOTÍCIA
Leitura:

A Secretaria de Saúde de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, divulgou uma nota informando as causas da morte de uma bebê na Casa de Saúde Bom Jesus. De acordo com a nota, a causa da morte  foi hipoxia intra-uterina, ou seja, o bebê morreu dentro do útero em decorrência do enlaçamento do pescoço pelo cordão umbilical. A família afirmava que a unidade de saúde teria sido negligente.

Ainda segundo a nota, o evento que causou a morte do bebê é de pouca previsibilidade em qualquer rede assistencial de saúde. A gestante realizou nove consultas de pré-natal durante a gestão, seguindo o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde e era considerada uma gestante de baixo risco.

ENTENDA
A gestante Maria Laudiceia Tenório Brito, de 34 anos, deu entrada na unidade de saúde no último domingo (8) com fortes dores. Os médicos passaram remédio para asia e mandaram a gestante para casa.

Ainda segundo a gestante, na terça-feira (10) as dores voltaram e ela precisou dar entrada novamente na unidade de saúde. Após realização de exames, foi constatada a morte do feto. Para a família, a equipe médica deveria ter realizado uma césarea no domingo (8) quando foi constatado que o bebê estaria laçado. O processo de curetagem, retirada do feto, foi realizado na quarta-feira (11).

Mais Lidas