O Agreste virou sertão

NE10 lança especial sobre seca que afeta moradores do Agreste e Sertão

Núcleo SJCC/Caruaru
Núcleo SJCC/Caruaru
Publicado em 20/04/2015 às 8:04
NOTÍCIA
Leitura:

Especial percorreu municípios do Agreste e do Sertão de Pernambuco
Foto: Reprodução/NE10
O NE10 lança nesta segunda-feira (20) o especial O Agreste que virou Sertão, texto Jaqueline Almeida com design de Bruno Carvalho, que detalha a seca que vem afetando os moradores do interior de Pernambuco. Durante quase cinco meses, mais de 4.700 quilômetros foram percorridos do Agreste ao Sertão para registrar a realidade de quem convive com a escassez do líquido. Doze cidades foram visitadas pela equipe que encontrou a paisagem cinza, falta de água, racionamento, ideias inovadoras e obras atrasadas.

Esta seca, iniciada em 2010, é a maior registrada nos últimos 50 anos em Pernambuco. São 126 municípios em situação de emergência, destes 70 estão no Agreste. Os reservatórios secos transformam a realidade de quem precisa de água para viver nas zonas urbana e rural dos municípios. A tecnologia e as obras que poderiam ajudar a combater este fantasma estão longe de ficarem prontas. As cisternas construídas ou doadas pelo Governo Federal, amenizam os problemas, mas não tiram o interior da rota da seca.

A transposição do São Francisco e construção da Adutora do Agreste estão atrasadas. Entre as promessas de universalização da água e a realidade dos moradores, há um abismo de poeira. Os projetos devem beneficiar milhões de pernambucanos quando estiveram prontos, afirma o governo. Por enquanto, a previsão da Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) é de chuvas abaixo da média. Clique aqui e navegue pelo especial. 

Mais Lidas