Polícia Federal

Comerciante é preso em Quipapá, na Zona da Mata, por uso de documentos e dinheiro falso

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 11/05/2015 às 8:57
NOTÍCIA
Leitura:

Francisco Manoel disse à PF que comprou R$ 6 mil falsos com R$ 2 mil verdadeiros
Foto: Polícia Federal/Divulgação
Um vendedor autônomo foi preso em Quipapá, Zona da Mata Sul de Pernambuco, acusado de usar notas e documentos falsos. Francisco Manoel da Silva, 41 anos, morava em Maceió (AL) e já responde a processos por crimes de estelionato no município de São Caetano, no Agreste, onde nasceu.

De acordo com a Polícia Federal, que realizou a autuação, o homem foi pego após tentar roubar o carro de um sargento da reserva da Polícia Militar. Com o suspeito, foram encontradas cédulas falsas que totalizaram R$ 3.140, em notas de R$ 100 e R$ 20. Além disso, a Polícia Militar, que efetuou a prisão, encontrou duas carteiras de trabalho com nomes diferentes e com fotos 3x4 de Francisco.

Suspeito usava documentos falsos
Foto: Polícia Federal/Divulgação
O preso foi autuado por adquirir e guardar moeda falsa e uso de documento falso, e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de três a 18 anos de reclusão. Francisco Manoel foi levado para o Presídio Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, no Agreste, onde ficará à disposição da Justiça Federal.

De acordo com a PF, o suspeito confessou os crimes e revelou que teria comprado as cédulas falsas em São Paulo, trocando R$ 2 mil verdadeiros por R$ 6 mil falsos. A diferença do dinheiro já teria sido repassada em Caruaru.

BALANÇO - Com esta apreensão, a Polícia Federal contabiliza um valor maior de notas falsas apreendidas no Estado do que em 2014. Até maio de 2015, foram realizadas 12 apreensões, que totalizam R$ 16.045, com a prisão de 12 pessoas. No ano passado, foram R$ 11.441 falsos com 11 presos.

Mais Lidas