Bandidos

Ônibus são assaltados na BR-232, no Agreste pernambucano

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 12/05/2015 às 8:32
NOTÍCIA
Leitura:

Dois ônibus foram assaltados na madrugada desta terça-feira (12) na BR-232, na altura do município de Pesqueira, no Agreste de Pernambuco. Um deles, da empresa Princesa do Agreste, saiu do Crato, no Ceará, com destino ao Recife. O outro, da Progresso, saiu de Triunfo e também vinha para a capital pernambucana.

Segundo o funcionário do setor de tráfego da Princesa do Agreste Luiz Silva, o coletivo da empresa saiu do Ceará às 20h dessa segunda com 25 passageiros. Quando estava próximo à Serra do Mimoso, por volta das 2h30, em Pesqueira, os assaltantes pediram para o motorista parar o veículo e se afastar da pista. "Ele saiu a uma distância de 500 metros. Na hora do assalto, havia 39 passageiros. Eles pediram celulares e dinheiro", relatou.

"Quatro homens encapuzados e fortemente armados entraram no ônibus e pediram para o motorista dirigir até uma estrada de terra, próxima à via. No local, eles passaram de passageiro em passageiro recolhendo dinheiro, celulares e relógios, mas foram muito calmos e não ameaçaram ninguém", contou o jornalista Milton Rocha, que estava no coletivo, em entrevista à Rádio Jornal.

Ainda de acordo com o funcionário da empresa de ônibus, os passageiros preferiram seguir viagem, já que alguns deles estavam com voos marcados. O veículo chegou ao Recife às 6h. "O motorista está descansando agora; ele ficou muito nervoso, em estado de choque", revelou Luiz. A empresa deverá registrar Boletim de Ocorrência nesta terça (12), no posto policial de São Caetano, no Agreste. Os assaltantes conseguiram fugir e ninguém foi preso.

O outro ônibus, da empresa Progresso, foi assaltado também em Pesqueira. O coletivo, que fazia a linha Triunfo-Recife, foi abordado por cinco homens armados, que mandaram o motorista dirigir até um canavial. A polícia foi acionada e, ao chegar no local, trocou tiros com os bandidos, que conseguiram fugir. A professora Rejane Alves dos Santos, 37 anos, foi atingida de raspão na nuca e foi levada para o Hospital da Restauração (HR), na área central do Recife, mas passa bem. Ela mora em Carnaíba, no Sertão pernambucano, e veio ao Recife para fazer exames.

Mais Lidas