Caso de homofobia

“Eles disseram que iam me matar”, diz procurador agredido em Caruaru

Núcleo SJCC/Caruaru
Núcleo SJCC/Caruaru
Publicado em 03/06/2015 às 14:40
NOTÍCIA
Leitura:

O procurador da cidade de Salgadinho Jaílson Claudino da Silva, de 37 anos, concedeu uma entrevista ao programa O Povo na TV desta quarta-feira (3) e falou sobre as agressões sofridas no último domingo (31), em Caruaru. Ele contou como foi abordado pelo grupo e diz não ter dúvidas de que as agressões têm motivação homofóbica Estavam todos munidos com garrafas, uns tinham pedaços de ferros. Eles disseram que iam me matar, conta. Veja o vídeo. 

Mais Lidas