Saúde

Mulher morre esperando por UTI na UPA de Caruaru, no Agreste

Núcleo SJCC/Caruaru
Núcleo SJCC/Caruaru
Publicado em 13/07/2015 às 15:06
NOTÍCIA
Leitura:

Mulher teria ficado quatro dias esperando vaga na UTI, diz Simepe
Foto: Reprodução/TV Jornal.
O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) denunciou que uma mulher teria morrido no último sábado (11) esperando por uma vaga de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Ela teria passado quatro dias internada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O Simepe denunciou ainda que por falta de macas um paciente foi colocado sob um escrivaninha para esperar por um raio-x.

A Secretaria Estadual de Saúde informou, por meio de nota, que a paciente Josefa Maria da Silva, de 77 anos, deu entrada na UPA de Caruaru em estado grave, com quadro crônico de sequelas de um acidente vascular cerebral. No dia oito de julho, devido à gravidade do caso, foi solicitada uma vaga de UIT na central de regulação de leitos. No dia seguinte, foi conseguida uma vaga de UTI geral, no entanto, devido ao quadro da paciente, a transferência não ocorreu, sendo solicitado um novo leito de UTI com suporte de neurologia. A nota diz que infelizmente, antes que houvesse disponibilidade, ela veio a óbito.

Já a direção do Hospital Regional do Agreste (HRA) esclarece que devido ao grande número de acidentes de trânsito na região e o fechamento/inexistência de serviços municipais de referência, principalmente em traumatologia, têm provocado a sobrecarga na emergência da unidade. No caso da foto enviada pela produção, no último domingo (12), a emergência da unidade contava com 62 pacientes, que foram atendidos e acomodados em  macas. A direção da unidade informa que não recebeu nenhuma queixa sobre falta destes equipamentos e irá apurar os fatos.

Mais Lidas