Mata Norte

Mulher violentada em Goiana tem alta do hospital

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 31/07/2015 às 14:30
NOTÍCIA
Leitura:

Caroline Teles Figueira, de 31 anos, foi assaltada, espancada, abusada sexualmente e atropelada junto com sua amiga, Glória Silva, 42, que não sobreviveu, na noite do dia 20 de junho deste ano. O filho de Caroline, de nove meses, estava com as duas, mas também passa bem. A alta foi dada nesta sexta-feira (31) pelo hospital da rede particular o qual ela esteve internada por mais de um mês.

O caso ficou encarregado pela polícia da Paraíba, a cargo do delegado Felipe Ribeiro, titular da 9ª Delegacia Distrital. Na época, dois suspeitos foram presos. Um deles foi indiciado por estupro e o outro pelo roubo do veículo. 

LEMBRE O CASO - Caroline estava levando a amiga Glória em casa quando, segundo a polícia, foi abordada por um carro e uma moto e um dos homens entrou no carro dela. A vítima foi obrigada a dirigir pela BR-101 de João Pessoa até Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, onde entrou numa estrada de terra conhecida como Estrada do Aterro Sanitário, na Mata da Usina Santa Tereza. 

Local do crime, na Zona Rural de Goiana
Foto: Reprodução/Portal Correio
Depois disso, os criminosos obrigaram elas a tirar as roupas, as espancaram e estupraram. Em seguida, tentaram estrangular as mulheres utilizando tecidos, mas não conseguiram. Para finalizar o crime, atropelaram as duas com o carro da vítima, fugindo na sequência. Glória não resistiu aos ferimentos e morreu. Os criminosos abandonaram o filho de Caroline, de nove meses, no matagal.

As vítimas foram encontradas pela manhã no dia 21 por trabalhadores rurais e vigilantes da usina encontraram as vítimas e a criança no local do crime e acionaram a polícia. A mulher que sobreviveu foi levada para o Hospital por ter sofrido politraumatismo quando, na manhã desta sexta-feira (31), foi finalmente liberada.

Mais Lidas