Hipócrates

Funcionários de hospital de Caruaru são presos em operação da Polícia Civil

Do NE10
Do NE10
Publicado em 11/11/2015 às 7:29
NOTÍCIA
Leitura:

Investigações foram realizadas no Hospital Regional do Agreste, no Hospital Memorial de Caruaru, clínicas e consultórios
Foto: HRA/divulgação
Dois médicos ortopedistas foram presos na manhã desta quarta-feira (11) na operação "Hipócrates", da Polícia Civil. Estão sendo cumpridos nove mandados de prisão, dois mandados de condução coercitiva e 16 mandados de busca de apreensão em residências, clínicas e consultórios médicos, nas cidades de Agrestina, São Caetano, Tacaimbó e Recife.

Os ortopedistas Bartolomeu Mota e Pablo Thiago foram levados à Delegacia Regional de Caruaru, no Agreste do Estado. Médico da mesma especialidade, Ricardo Marinho foi ouvido e liberado. Além deles, seis técnicos de enfermagem que atuam no setor de Ortopedia do Hospital Regional do Agreste (HRA) foram ouvidos e liberados.

Os alvos da operação são suspeitos de envolvimento em crimes de corrupção ativa e passiva, tráfico de influência, lesão corporal e organização criminosa. A atuação do grupo é majoritariamente em Caruaru e as investigações começaram em julho deste ano.

Cem policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães participam do trabalho operacional da 24ª operação de repressão qualificada da Polícia Civil este ano. A "Hipócrates" é coordenada pelo delegado Erick Lessa e pela delegada Polyanne Farias.

Um balanço parcial da operação será divulgado por Lessa na manhã desta quarta (11) em Caruaru.

Mais Lidas