Aniversário

Gravatá comemora 123 anos com contação de histórias, saída fotográfica e gravação de DVD

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 15/03/2016 às 10:47
NOTÍCIA
Leitura:

Programação começou com apresentação da Banda XV de novembro.
Foto: divulgação/Prefeitura de Gravatá/Ednaldo Lourenço
A cidade de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, comemora nesta terça-feira (15) 123 anos. A programação do aniversário começou no início da manhã, com o hasteamento das bandeiras na Praça Rodolfo Moraes, no centro. A Banda XV de Novembro executou os hinos Nacional, de Pernambuco e de Gravatá.

Participaram do evento o interventor do município, Mário Cavalcanti, políticos, escoteiros, maçonaria, Polícia Militar, estudantes de escolas municipais, entre outros.

Das 10h às 15h, haverá contação de histórias e brinquedoteca no Parque da Cidade, na Rua Joaquim Souto Maior, no bairro Nossa Senhora das Graças.

A partir das 15h, está marcada uma caminhada fotográfica também no parque. Os fotógrafos vão circular pelas principais ruas da cidade. Não é necessário inscrição para participar.

Bandeiras do Brasil, Pernambuco e Gravatá foram hasteadas nesta manhã.
Foto: divulgação/Prefeitura de Gravatá/Ednaldo Lourenço
A programação termina no Mercado Cultura, na Rua Sérgio Loreto, no centro. O espaço recebe artistas gravataenses para gravar um DVD que será divulgado nos Estados Unidos. A entrada é gratuita.

HISTÓRIA - Gravatá teve como origem uma fazenda em 1808, que pertencia a José Justino Carreiro de Miranda. O local servia como hospedagem para pessoas que comercializavam açúcar e carne bovina entre o interior e o Recife.

Os comerciantes faziam paradas no percurso para evitar que o gado perdesse peso e uma dessas cidades ficou conhecida como Crauatá (mato que fura, do Tupi Karawatã). O nome referia-se a uma planta da família das bromélias. Depois, o nome evoluiu para Gravatá.

Mais Lidas