Água

Semana Santa: Compesa garante que haverá abastecimento no Agreste

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 24/03/2016 às 16:30
NOTÍCIA
Leitura:

Sistema Amaraji tem capacidade de 2 milhões de metros cúbicos e atualmente está cheio
Foto: divulgação/Compesa
A Compesa montou uma força-tarefa para que os calendários de abastecimento das cidades do Agreste de Pernambuco sejam cumpridos durante o feriado da Semana Santa, de quinta a domingo. Atualmente, o interior do Estado - que recebe vários turistas neste período - enfrenta uma situação complicada de água. 

As equipes do órgão estão de prontidão para atender à população, no caso de conserto de vazamentos, envio de carros-pipa com mais agilidade e fiscalização de problemas pontuais de falta d'água. 

Caruaru é abastecida pela Barragem do Prata, que está com quase 56% da capacidade. A barragem também fornece água para Agrestina, Altinho, Ibirajuba e Cachoeirinha. Fazenda Nova, distrito de Brejo da Madre de Deus, recebe água da Barragem Santanna II, que atualmente opera com 27,5% da capacidade. 

O abastecimento da cidade em que acontece a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém está sendo feito por meio de rodízio para os dois setores de Brejo mais Fazenda Nova, sendo uma semana para o setor 1, uma semana para Fazenda Nova e uma semana para o setor 2.

Objetivo das obras em Amaraji era obter infraestrutura para retirar a água necessária
Foto: divulgação/Compesa
Em Gravatá, haverá reforço no abastecimento durante o feriadão. A Compesa começou a operar parte da nova adutora do Sistema Amaraji, que deve elevar para mais que o dobro a vazão de água para o município. A adutora está com 80% das obras concluídas.

A cidade é abastecida pelos sistemas Brejinho, Vertentes e Cliper, que irão operar em capacidade máxima no feriadão. O Sistema Brejão também contribui para o abastecimento.

A Compesa também afirmou que é possível que eventualidades aconteçam ao longo do trecho em funcionamento do Amaraji, como vazamentos ou paradas, já que trata-se da fase inicial de operação.

A primeira etapa da obra em Amaraji consiste na troca de quatro quilômetros de tubulações, com investimento de R$ 3 milhões. Os tubos usados no sistema estão sendo substituídos por outros mais resistentes e de diâmetro maior.

A barragem tem capacidade de dois milhões de metros cúbicos e atualmente está cheia. O investimento na infraestrutura tem como objetivo conseguir retirar o volume de água necessário para Gravatá.

O abastecimento também será reforçado com 10 carros-pipa, para as áreas periféricas e altas, onde a água tem mais dificuldade para chegar. A população pode entrar em contato com a Compesa através do telefone (81) 3533.9870 (Gravatá) e 0800 081 0185 (para todo o Estado).

Mais Lidas