Após denúncias

Câmara de Caruaru cumprirá pedido do MPPE e irá demitir comissionados

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 07/04/2016 às 8:02
NOTÍCIA
Leitura:

Câmara deve exonerar funcionários comissionados após recomendação do MPPE
Foto: Vladimir Barreto/Ascom Câmara.
A Câmara de Vereadores de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, irá cumprir a recomendação do Ministério Público (MPPE) que pede a exoneração de cargos comissionados. De acordo com a assessoria de imprensa da câmara, a recomendação do ministério foi encaminhada pelo presidente da Casa para as áreas competentes. A exoneração deve ocorrer até o dia 15 deste mês.

Ainda segundo a assessoria de imprensa, as medidas recomendadas pelo MPPE estavam em tramitação na câmara. Lembro ainda que várias providências sugeridas pelo MPPE já tramitaram e tramitam para a equação dessa questão de pessoal recordando a posse de 16 dos 21 convocados entre os 47 aprovados no concurso promovido pela Fundação Getúlio Vargas, explica o presidente da Câmara, vereador Leonardo Chaves.

ENTENDA - O MPPE recebeu denúncias anônimas que alegavam que a Casa mantinha funcionários fantasmas, uma vez que a Câmara sequer teria espaço físico para acomodar 269 servidores.

No texto da recomendação, o promotor de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Caruaru, Marcus Tieppo, cita os cargos de contator geral, consultor jurídico, motorista, procurador geral, controlador geral e assessor de jornalismo, que estariam ocupados indevidamente.

Mais Lidas