Segurança

Cresce número de agências bancárias fechadas após explosões no interior de Pernambuco

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 08/04/2016 às 9:04
NOTÍCIA
Leitura:

Agência de Cupira ficou completamente destruída após explosão
Foto: Reprodução/TV Jornal.
Pelo menos seis agências bancárias estão fechadas no interior de Pernambuco. De acordo com o Sindicato dos Bancários do Estado, os bancos foram destruidos durante atividade de bandidos com explosivos. Este ano, cinco agências já foram explodidas. Os bancos fechados aumentam a demanda das agência que continuam abertas e pioram ainda mais o atendimento no interior.

De acordo com João Rufino, secretário de assuntos jurídicos do sindicato, falta controle na comercialização de explosivos. É preocupante a gente ver que a venda de explosivos está sem controle. A gente quer saber como eles conseguem. Uma agência explodida leva meses para ser reaberta. Os bancários são relocados, mas a população é que sofre. Temos o exemplo da agência do Banco do Brasil de Surubim que está sobrecarregada após a explosão das agências de Taquaritinga do Norte, Frei Miguelinho e Venturosa, todas ainda fechadas.

 

Ainda segundo Rufino, as quadrilhas escolhem o interior por causa da divisa com os outros estados. É mais fácil explodir uma agência numa cidade pequena com poucos policiais. Os grupos são especializados e possuem equipamentos de última geração. A gente precisa que exista investimento na segurança das agências. Estamos vulneráveis à ação de bandidos.

Agências do Banco do Brasil são principal alvo
Foto: Reprodução/TV Jornal.
Os bancos do Brasil, Santander, Bradesco e Caixa Econômica Federal informaram que não comentam sobre assaltos, explosões ou qualquer assunto ligado à área policial. Nenhuma das assessorias informou qual o prejuízo causado por uma explosão.

Ano passado - O número de agências que tiveram caixas ou cofres explodidos subiu 27,58% durante 2015. Em todo o Estado, 37 agências sofreram arrombamento seguido de explosão, segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS). A secretaria informou que 33 das 37 agências alvos de crimes com explosivos estão localizadas no interior. Não foi divulgada uma estimativa de prejuízos ou valores roubados. A maioria das agências explodidas no Estado é do Banco do Brasil.

Mapeamento de explosões no interior de Pernambuco em 2015: 


Mais Lidas