Crise hídrica

Caminhões-pipa começam a abastecer Belo Jardim, Sanharó e Tacaimbó

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 09/05/2016 às 9:31
NOTÍCIA
Leitura:

Cidades serão abastecidas exclusivamente por caminhões-pipa
Foto: JC Imagem.
Os municípios de Belo Jardim, Sanharó e Tacaimbó, no Agreste de Pernambuco, começam nesta segunda-feira (9) a receber água exclusivamente por caminhões-pipa. A interrupção do fornecimento pela rede da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) foi motivada pelo colapso do Sistema Bitury, formado pelas barragens Bitury e Pedro Moura Júnior, ocorrido na última semana de abril.

O colapso do Sistema Bitury estava previsto para o início de abril, mas o abastecimento pela rede foi prolongado em quase um mês graças a chuvas isoladas e manobras técnicas da Compesa. A Barragem do Bitury chegou a zero de acumulação e Pedro Moura, a 0,3%, volume insuficiente para captar água com qualidade para o consumo.

Para garantir a continuidade do atendimento, a Compesa contratou 50 caminhões-pipa para Belo Jardim, 14 para Sanharó e oito para Tacaimbó. Estamos fazendo tudo o que está ao nosso alcance para não deixar a população sem água, afirmou o diretor Regional do Interior, Marconi Azevedo. A água que vai abastecer os caminhões-pipa virá de Garanhuns e Agrestina, no Agreste Meridional, onde a situação dos mananciais é melhor, assim como na Zona da Mata.

São Bento do Una Também atendido pelo Sistema Bitury, o município de São Bento do Una permanece com o rodízio de dois dias com água para 28 sem água graças à entrega parcial do Sistema Pau-Ferro/São Jacques.

Mais Lidas