Decisão do TJPE

Prefeito de Catende cumprirá prisão domiciliar e está afastado por 180 dias

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 21/06/2016 às 14:29
NOTÍCIA
Leitura:

Prefeito é suspeito de esquema de desvios de recursos
Foto: Reprodução/TV Jornal.
O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decidiu nesta terça-feira (21) que o prefeito de Catende, Otacílio Alves Cordeiro, passará a cumprir prisão domiciliar. Ele fica proibido de acessar ou frequentar os lugares onde foram realizadas busca e apreensão no curso do Procedimento Investigatório, até o fim das investigações, com exceção de suas residência, onde deverá permanecer em prisão domiciliar.

Ainda segundo o TJPE, Otacílio não poderá manter contato com nenhum dos investigados até o fim das investigações. O prefeito também foi suspenso/afastado do cargo pelo prazo de 180 dias. A decisão, proferida pelo desembargador do TJPE Odilon de Oliveira, atendeu a uma liminar da Sub-Procuradoria de Justiça do Estado.

ENTENDA
O prefeito de Catende é suspeito de liderar um esquema de corrupção e desvios de recursos no município. Ele foi preso durante a Operação Tsunami, da Polícia Civil. Mais de R$ 1 milhão em espécie foi encontrado dentro de propriedades dele.

Mais Lidas