Caruaru

Campanha arrecada dinheiro para comprar equipamento para paciente com ELA

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 06/07/2016 às 10:29
NOTÍCIA
Leitura:

Otávia mora há quatro anos em hospital particular de Caruaru
Foto: Arquivo pessoal.
Morando há quatro anos em um hospital de Caruaru, Otávia Bandeira, de 32 anos, luta para conseguir comprar um equipamento que a auxiliará na comunicação com a família e amigos. A máquina, Tobii PCEye Go, um equipamento que possibilita a comunicação e interação digital com o movimento dos olhos, custa R$ 30 mil. Uma campanha realizada na internet e por amigos já arrecadou R$ 13 mil.

Otávia Bandeira foi diagnostica com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) há 8 anos. Apesar de toda força, a doença evoluiu e ela perdeu todos os movimentos do corpo. Ela permenece consciente e tem movimento nos olhos. Para conseguirmos comprar este equipamento que ajudará Otávia a se comunicar novamente precisamos da ajuda de amigos, empresas parceiras e todos que puderem contribuir com esta causa tão nobre, explica a idealizadora da campanha, a publicitária Danielle Tabosa.

Otávia foi diagnóstica com ELA há 8 anos
Foto: Arquivo pessoal.
As doações, em qualquer valor, podem ser feitas por meio de conta-poupança, que está no nome da mãe de Otávia, Maria dos Anjos de Pontes, no Banco Santander, agência 4017, Conta 60-011306-1. Caso não tenha tempo para se deslocar ao banco, entre em contato com Danielle, pelo telefone(81) 9.9525-5460, ou fale diretamente com a mãe de Otávia, no Hospital da Unimed Caruaru.

DOENÇA - A esclerose lateral amiotrófica (ELA) é provocada pela degeneração progressiva no primeiro neurônio motor superior no cérebro e no segundo neurônio motor inferior na medula espinhal. Esses neurônios são células nervosas especializadas que, ao perderem a capacidade de transmitir os impulsos nervosos, dão origem à doença. Apesar das limitações progressivas impostas pela evolução da doença, o paciente costuma ser uma pessoa dócil, amorosa, alegre, que preserva a capacidade intelectual e cognitiva e raramente fica deprimida.

Mais Lidas