Entrevista

Erick Lessa se apresenta como a mudança para Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 18/08/2016 às 13:12
NOTÍCIA
Leitura:

Delegado Erick Lessa é candidato à Prefeitura de Caruaru pelo PR
Foto: Ana Maria Miranda/NE10 Interior
O delegado Erick Lessa, candidato pelo PR à Prefeitura de Caruaru, foi entrevistado nesta quinta-feira (18) na Rádio Jornal, pelos jornalistas Izabela Barbosa e Iran Carvalho. Durante a sabatina, o candidato usou várias vezes as palavras "criatividade", "inovação" e "eficiência", reforçando a ideia da campanha de renovação na política da cidade.

"A gente que trabalha na instituição policial civil e que conhece as mazelas e as dificuldades de Caruaru percebeu que está na hora de alguém com um outro perfil se apresentar para a sociedade, para sair das oligarquias tradicionais e inclusive eu estava cansado dos mesmos sobrenomes", respondeu Lessa sobre o motivo de querer ser prefeito.

Veja alguns dos assuntos discutidos e propostas feitas pelo candidato na Rádio Jornal:

Política

O lançamento do nome de Lessa aconteceu de forma conturbada. De acordo com o próprio delegado, ele chegou a achar que não seria candidato. "Consegui fazer minha articulação política", afirmou.

Além disso, ainda existem dúvidas sobre o vice de Erick Lessa. A Rede Estadual afirma que será Sandro Vila Nova, enquanto filiados em âmbito municipal rejeitam esta decisão e afirmam que a legenda está com Raquel Lyra, candidata do PSDB.

A convenção da Rede chegou a ser anulada na Justiça. "As questões judiciais serão respeitadas, em nenhum momento desrespeitaremos qualquer questão judicial. Inclusive, até o dia 14 de setembro pode haver qualquer movimentação neste sentido", disse o candidato sobre o assunto.

Perguntado se era aliado do governador Paulo Câmara (PSB), Lessa desconversou: "Eu sou aliado do povo, as pessoas é quem acreditam no nosso projeto. A receptividade é impressionante", disse.

Segurança pública

Por causa do cargo como delegado e gestor da Polícia Civil no interior, as principais propostas do candidato são direcionadas à segurança. Sobre o tema, Lessa disse que é preciso ter uma reformulação no Pacto Pela Vida. "É preciso ter uma remotivação dos profissionais, é preciso ter um reaparelhamento da estrutura, independente de onde eu estou", afirmou.

O candidato disse que, caso seja eleito, pretende quadruplicar o quadro de guardas municipais, que conta hoje com 35 pessoas. A ideia inclui armar os funcionários. "Eles vão ter instrução, capacitação e a legislação autoriza que os guardas possam usar arma de fogo, desde que tenha uma ouvidoria e uma corregedoria atuante", afirmou.

Erick Lessa também propõe a criação de uma secretaria de segurança pública em Caruaru. "Esse profissional vai andar direto comigo e eu vou tratar pessoalmente disso", disse.

Zona rural

O candidato também apresentou um plano de segurança para a zona rural de Caruaru. A ideia é instalar Postos Avançados de Segurança (PAS) nos distritos, que atualmente, segundo ele, são atendidos apenas por uma patrulha.

O delegado também disse que vai apresentar ao Ministério da Justiça e à Secretaria Nacional de Segurança Pública um projeto de monitoramento das fronteiras, com câmeras de alta tecnologia para captar as placas dos veículos e identificar se são roubados, furtados ou clonados para tomar as medidas cabíveis.

Lessa também disse que é preciso criar cooperativas para a zona rural de Caruaru para que os produtores agrículas possam condensar em um só ambiente sua produção. "Por que a merenda escolar de Caruaru não vem de produtos alimentícios da zona rural?", exemplifica.

Mulheres

Perguntado por uma ouvinte sobre ações para mulheres, o candidato disse que pretende criar o Centro de Referência Profissionalizante para mulheres em situação de risco, caso seja eleito. O espaço garantiria oportunidades no mercado de trabalho para mulheres que estão em situação de risco pessoal e social.

"A mulher muitas vezes está dependende financeiramente do marido e muitas vezes sofre violência em casa e não tem perspectiva, porque é dependente no âmbito patrimonial, não tem recursos próprios, não tem uma profissão", justifica.

Saúde

Erick Lessa afirmou que estuda construir mais 17 Unidades de Saúde da Família (USF) em Caruaru e que é necessário deixar a saúde pública mais humanizada, motivando os profissionais. 

O candidato também falou sobre o projeto do Centro de Parto Flor de Mãe, destinado a mulheres grávidas. No espaço, elas poderiam fazer o acompanhamento do pré-natal até o pós-parto.

Outra ideia para a saúde seria um serviço de entrega de medicamentos, coleta e entrega de exames laboratoriais no domicílio. O trabalho seria executado por um técnico de enfermagem, usando uma motocicleta.

O delegado pensa ainda em criar um Centro Odontológico e Médico para a zona rural. O projeto consistiria em um ônibus com um dentista e um médico para atender a população.

Educação

Erick Lessa afirmou que pretende aproveitar melhor os imóveis municipais para fazer melhorias na educação. Por exemplo, construir um centro olímpico no Colégio Municipal Álvaro Lins. "Se a gente tem equipamentos, a gente tem que utilizar desses equipamentos", afirma.

O candidato também disse que é preciso rediscutir os professores, discutindo o plano de cargos e carreiras com especialistas e a própria classe. "O que for possível fazer, nós faremos", garantiu.

Lessa apresentou ainda o Programa de Avaliação Municipal da Educação (Proame), um teste com todas as matérias para avaliar o nível de ensino das escolas de Caruaru. Os profissionais das escolas que atingissem as metas receberiam 14º salário.

Operação Ponto Final

O delegado liderou o grupo de investigação nas Operações Ponto Final 1 e 2, que terminou na condenação de vereadores de Caruaru. Sobre a relação com os parlementares, Lessa disse que seria republicana. "Se o projeto for viável para a cidade, eu tenho certeza que qualquer vereador vai votar a favor", garantiu.

Feira da Sulanca

"É preciso ter medidas estruturantes e emergenciais a curto prazo, a médio prazo retirar a feira de lá, colocar valores acessíveis, escalonar os valores dos boxes e das lojas e ter financiamento por bancos públicos", afirmou, ressaltando que ouviu sulanqueiros, lojistas e compradores.

Após a saída da feira, a ideia é transformar a área no centro multicultural, fazer um anfiteatro, um espaço para apresentações, um museu multisensorial, além do Centro de Convenções Municipal, "para trazer o turismo de negócios e benefícios para os lojistas daquela localidade".

Transparência 

A ideia do candidato é transformar a Controladoria do Município em Secretaria da Transparência, para que todos os projetos, licitações e obras sejam acompanhadas em tempo real pela população.

Mobilidade

Para Erick Lessa, as paradas de ônibus na Rua Duque de Caxias e 15 de Novembro, no centro de Caruaru, atrapalham o trânsito. A ideia é transformar as vias em calçadões comerciais, como proposto por lojistas da região. O projeto seria realizado com a ajuda de engenheiros de tráfego.

O candidato também pensa em fazer corredores de ônibus, táxi e motocicletas para melhorar o trânsito e a segurança das pessoas que trafegam pelo centro da cidade.

Série de entrevistas

Erick Lessa foi o terceiro candidato entrevistado no programa Super Manhã, da Rádio Jornal de Caruaru. Nesta semana e na próxima, serão entrevistados, na seguinte ordem: Raquel Lyra (PSDB) (19/08), Jefferson Abraão (PCB) (22/08), Tony Gel (PMDB) (23/08) e Eduardo Guerra (Psol) (24/09).

Mais Lidas