Entrevista

Na Rádio Jornal, Raquel Lyra garante que vai unir Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 19/08/2016 às 12:17
NOTÍCIA
Leitura:

Raquel Lyra (PSDB) foi entrevistada nesta sexta-feira na Rádio Jornal Caruaru
Foto: Ana Maria Miranda/NE10 Interior
A candidata à Prefeitura de Caruaru Raquel Lyra (PSDB) foi entrevistada nesta sexta-feira (19) pelos jornalistas Izabela Barbosa e Iran Carvalho na Rádio Jornal Caruaru.

"Eu quero ser prefeita de Caruaru porque sei que Caruaru pode fazer mais e melhor", disse a candidata ao ser questionada. Valorizando sua carreira como servidora pública, Lyra disse que o prefeito deve estar aberto a discutir de forma transparente e ouvindo as pessoas.

Raquel também mencionou o Mobiliza Caruaru, projeto criado para receber sugestões da população sobre a cidade. "Ouvimos 1,2 mil pessoas em diversas plenárias, em várias partes do município para ter o sentimento da cidade e o diagnóstico certo para fazer um plano de governo", afirmou.

Política

Filha do ex-governador João Lyra Neto (PSDB), Raquel foi perguntada sobre as ações realizadas por ele. "Eu tenho inspiração [na família] mas tenho um olhar para o futuro, sou de uma nova geração", disse.

O começo da candidatura de Raquel Lyra foi um pouco conturbado, uma vez que ela acreditava que seria escolhida pelo PSB. Com a troca do nome dela por Jorge Gomes, a candidata e seu pai migraram para o PSDB. "Não tive condições políticas de continuar no PSB", respondeu.

Saúde

A candidata afirmou que seu compromisso é fazer a cobertura de 100% da população do Sistema Único de Saúde (SUS) no programa de Saúde da Família. "No Brasil a gente se acostumou a fazer o trabalho curativo na saúde [em vez da prevenção], afirmou".

Há ainda a ideia de fazer um sistema de distribuição de remédios em casa, principalmente para pacientes com doenças crônicas, como hipertensão e diabetes.

"A gente tem que assumir a liderança do debate regional sobre nossa cidade, porque se as cidades ao redor não estiverem funcionando bem, isso gera um inchamento como acontece hoje no Hospital Regional do Agreste", argumenta.

A proposta de Raquel Lyra é municipalizar o Hospital São Sebastião para realização de pequenas cirurgias eletivas. "Custa R$ 20 milhões para implantar o bloco cirúrgico, fazer parceria com o Governo do Estado e Governo Federal e entregar à população", afirmou.

A candidata também disse que pretende levar dentistas e oftalmologistas para as escolas (educação infantil e ensino fundamental). Sobre os custos, Lyra disse que as propostas estão sendo estudadas e calculadas baseadas no orçamento de Caruaru. 

Zona rural

"A zona rural de Caruaru precisa de uma atenção muito especial e a gente vai implantar essa atenção. Nós não queremos cidadãos de primeira, segunda e terceira classe. A gente vai tratar Caruaru e unir a cidade, tratar todos os cidadãos de forma igual", afirmou.

As propostas incluem transporte para que os moradores da zona rural sejam atendidos nas unidades de saúde da cidade.

Educação

Ex-secretária da Criança e Juventude do Estado, Raquel Lyra afirma que o investimento deve ser feito principalmente na primeira infância, de 0 a seis anos, para que a criança possa se desenvolver com mais facilidade depois. "Nós vamos trabalhar para chegar à meta do Plano Nacional da Educação (PNE), para que as crianças de 0 a 3 anos possam estar na creche", garantiu.

Para Raquel, é necessário definir prioridades. Caso seja prefeita, ela garante que educação, saúde e segurança pública estarão no topo da lista.

Perguntada sobre o plano de cargos e carreiras dos professores da rede municipal, a candidata disse que pretende chamar a categoria para discutir o assunto.

Segurança pública

Caso seja eleita, Raquel Lyra disse que vai assumir o papel do município como parceiro na garantia da segurança. O plano é equipar, treinar e aumentar o efetivo da Guarda Municipal, instalar câmeras de monitoramento integradas à Polícia Militar, criar grupos especializados para fazer ronda rural, entre outros.

"Um guarda municipal fardado inibe a violência", afirma a candidata. Raquel não concorda, porém, com a proposta do uso de arma de fogo pelos guardas. A ideia é equipar o efetivo com guardas não letais.

Feira da Sulanca

Inicialmente, Raquel Lyra disse que vai trabalhar para melhorar a iluminação, melhorar a segurança, fazer o monitoramento, instalar banheiros, entre outros.

Ao lado disso, pretende trabalhar o modelo de transferência da feira. "A feira é um bem público e deve permanecer como um bem público", afirmou, ressaltando que o feirante terá o banco de graça.

Já os lojistas que quiserem investir terão espaço e linhas de financiamento para que possam migar, caso queiram. Segundo ela, o Parque 18 de Maio será requalificado para quem decidir ficar no local.

Aeroporto

Nesta parte da entrevista, Raquel Lyra criticou o Governo do Estado por não ter incluído Caruaru entre as cidades que vão receber voos comerciais da Azul. "Não quero tirar nenhum aeroporto de Garanhuns nem de Serra Talhada, mas não entendo porque é que Caruaru não pode entrar num projeto como esse", afirmou.

Deputada estadual, Raquel Lyra disse ainda que fará um pronunciamento na Assembleia Legislativa (Alepe) sobre o assunto e que o tema estará em seu plano de governo.

Série de entrevistas

Os próximos entrevistados no programa "Super Manhã" serão Jefferson Abraão (PCB) (22/08), Tony Gel (PMDB) (23/08) e Eduardo Guerra (Psol) (24/09). Veja como foram as entrevistas de Jorge Gomes (PSB), Rivaldo Soares (PHS) e Erick Lessa (PR) na Rádio Jornal Caruaru.

Mais Lidas