Morto em motel

Primeira audiência do caso Marcolino Jr será nesta segunda em Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 28/08/2016 às 19:35
NOTÍCIA
Leitura:

Colunista social e jornalista Marcolino Júnior foi morto em abril deste ano em Caruaru
Foto: reprodução/Facebook
A primeira audiência de instrução e julgamento dos acusados de matar o colunista social e jornalista Marcolino Júnior será realizada nesta segunda-feira (29) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

A audiência está marcada para 10h no Fórum Juiz Demóstenes Veras. O juiz responsável pelo caso é Hildemar Macedo de Morais, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Na ocasião, serão ouvidos peritos, assistentes técnicos e testemunhas. Os réus, Davi Fernando Ferreira Graciano, 22 anos, e Rafael Leite da Silva, 36 anos, também devem estar na audiência.

Ambos foram presos no dia em que o corpo foi encontrado e levados para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru. Davi e Rafael estão sendo acusados de homicídio qualificado, furto, destruição, subtração e ocultação de cadáver. 

Entenda o caso 

O corpo do jornalista Marcolino Jr. foi encontrado no dia 18 de abril deste ano no Distrito de Insurreição, em Sairé, dois dias após a família comunicar o desaparecimento do jornalista.

De acordo com o inquérito da Polícia Civil, Marcolino foi morto a facadas em um motel em Caruaru, após ter sido dopado. O suspeito de executar o crime, Rafael Leite da Silva, 36 anos, disse em depoimento que colocou remédios em um sorvete que o colunista social tomou, ainda segundo a polícia. 

Rafael foi preso ao tentar vender o carro de Marcolino no centro de Caruaru. Uma faca, que seria a arma do crime, foi encontrada pela polícia na residência da companheira do suspeito, em São Caetano.

O ex-funcionário de Marcolino Davi Fernando Ferreira Graciano, 22 anos, é acusado de ser mandante do crime. A polícia informou que a motivação foi o patrimônio da vítima.

Mais Lidas