Eleições 2016

Candidatos à Prefeitura de Caruaru fazem debate de propostas na Rádio Jornal

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 02/09/2016 às 12:41
NOTÍCIA
Leitura:

Debate da Rádio Jornal Caruaru foi mediado pelo apresentador Igor Maciel
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
O debate na Rádio Jornal Caruaru com os candidatos à prefeitura da cidade Delegado Lessa (PR), Jorge Gomes (PSB), Raquel Lyra (PSDB) e Tony Gel (PMDB), foi morno em relação a ataques, mas rico em propostas. Os eleitores tiveram a oportunidade de acompanhar não só na rádio, mas no NE10 Interior, que fez transmissão ao vivo, nas entradas da TV Jornal Caruaru, além da cobertura nas redes sociais do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação.

Mediado pelo apresentador Igor Maciel, o debate foi dividido em cinco blocos. No primeiro, foram sorteados os temas Feira da Sulanca, Segurança, Educação e Emprego. No segundo bloco, os quatro responderam a perguntas de jornalistas. No terceiro e quarto, os candidatos fizeram perguntas entre si sobre temas livres. O quinto e último foi reservado às considerações finais de cada prefeiturável.

Uma bancada de advogados do sistema e da OAB Caruaru acompanhou o debate, mas não precisou ser acionada. Os candidatos a vice, Sandro Vila Nova (Rede), Louise Caroline (PT), Rodrigo Pinheiro (PSDB) e Raffiê Dellon (PV), estiveram na emissora para acompanhar o debate. O pai de Raquel, o ex-governador João Lyra Neto, também esteve na Rádio Jornal. Do lado de fora da sede da emissora, militâncias se reuníram para apoiar os candidatos.

Após o debate, o NE10 Interior conversou com os candidatos e outros políticos presentes para saber a opinião deles sobre o debate:

Veja como foi a repercussão do debate na Rádio Jornal Caruaru.

Posted by NE10 Interior on Friday, 2 September 2016

Veja algumas das propostas e temas discutidos no debate:

O Delegado Lessa respondeu a Jorge Gomes que vai reestruturar a Feira da Sulanca para a curto prazo, e em seguida vai conversar com os envolvidos no processo para avaliar a transferência. Caso a solução encontrada seja retirá-la do Parque 18 de Maio, Lessa disse que já tem a proposta de transformar a área em um centro cultural.

Atual vice-prefeito, Jorge aproveitou para dizer que pretende seguir com o projeto da gestão José Queiroz, de transferir a feira. Segundo ele, o diálogo é a marca da atual administração, o que Lessa discordou.

Um dos primeiros ataques do debate - mesmo que tímido - veio do candidato Tony Gel, quando foi perguntado por Lessa sobre a organização do trânsito e melhorias na segurança. O Delegado questionou como Tony pretende concretizar as propostas, se não o teria feito em suas gestões como prefeito, entre 2001 e 2008.

Tony Gel lembrou que Lessa não é de Caruaru (o candidato é de Maceió, em Alagoas), e que não sabe se ele morava na cidade na época para saber como foi seu governo. "Só passei a conhecer você agora, na campanha", respondeu.

No tema de geração de empregos, Tony Gel perguntou a Raquel Lyra, que voltou a falar sobre a importância da feira para a economia da cidade. A proposta dela é transferir a Sulanca de forma gratuita para o feirante.

Ainda no tema Sulanca, em resposta a Raquel, Jorge Gomes disse que, quando era governador, o pai da candidata, João Lyra Neto, não teria liberado recursos para a transferência. O ex-governador também foi citado em uma pergunta do jornalista Ciro Bezerra. Quando a fala voltou para Raquel, ela preferiu não responder ao comentário e disse que pretende limpar, organizar e dar segurança à feira inicialmente, para depois discutir a transferência.

No tema de educação, a candidata Raquel Lyra disse que pretende abrir as mais de 6 mil vagas em creches que Caruaru precisa e perguntou a Jorge qual era a proposta dele para o tema. Gomes disse que a gestão de Queiroz foi a que mais construiu creches, e afirmou que é necessário manter os pés no chão. Durante o debate, o candidato falou mais de uma vez que na campanha existiam propostas "mirabolantes" ou que não se encaixavam no orçamento público: "Vamos continuar nosso programa em Caruaru".

No mesmo tema, Lessa aproveitou para atacar Queiroz e Gomes. "O calo da atual gestão é a falta de diálogo", afirmou. Em seguida, ele disse que vai discutir o Plano de Cargos e Carreiras com os professores e que vai criar um projeto de avaliação das escolas municipais. Os profissionais de instituições que atingissem a meta, receberiam 14º salário.

Já Tony Gel respondeu ao jornalista Iran Carvalho sobre a proposta do Passe Livre para estudantes da rede municipal. Após contar que atravessava a cidade para ir à escola quando era mais jovem, Gel disse que a proposta é para não pesar no bolso "do papai e da mamãe" e para diminuir a evasão escolar: "Vamos cortar despesa ruim e fazer investimento na educação".

Sobre segurança, a candidata Raquel Lyra disse que pretende instalar câmeras de monitoramento, patrulhas na zona rural e trabalhar para que o 4º Batalhão da Polícia Militar seja exclusivo de Caruaru. Os recursos seriam administrados "com eficiência e gestão". Outra proposta da candidata é aumentar o efetivo da guarda municipal e criar conselhos de bairros. 

Idealizador da proposta do 4º BPM exclusivo para Caruaru, Tony Gel reafirmou seu compromisso com a ideia, caso seja eleito. Em resposta a Jorge Gomes sobre o Disque-Denúncia, Gel disse que o serviço precisa continuar tendo o apoio da prefeitura.

O Delegado Lessa, que assumiu a segurança como o principal tema de sua campanha e eventual gestão, defendeu a Guarda Municipal armada. Em pergunta a Jorge, Lessa criticou a situação da iluminação pública na cidade, e disse que pretende abranger a periferia e criar um aplicativo para que a população possa informar onde há falta de lâmpadas. Na resposta, Jorge criticou a Celpe e disse que pretende implantar lâmpadas LED nos bairros, assim como as colocadas na Avenida Agamenon Magalhães.

A zona rural foi abordada em pergunta de Raquel para Lessa. O Delegado disse que vai viabilizar barragens subterrâneas para contribuir para a agricultura familiar. Raquel falou que vai fazer um programa de distribuição de sementes para ajudar o pequeno produtor rural de Caruaru. 

A saúde também não ficou de fora do debate. Uma proposta apresentada por Lessa foi a de levar atendimento odontológico para a população da zona rural. A municipalização do Hospital São Sebastião - interditado pelo Governo do Estado - também foi discutida, em pergunta de Jorge para Tony. O ex-prefeito respondeu dizendo que quando assumiu a prefeitura, não havia hospitais municipais em Caruaru, e que ele implantou vários. Nas considerações finais, Lessa falou do projeto do Centro de Saúde Flor de Mãe, em que as gestantes poderão dar à luz seus filhos com tranquilidade.

A mobilidade foi abordada em pergunta de Tony Gel para o Delegado Lessa. O candidato respondeu que pretende valorizar os conselhos municipais, fazer planejamento urbano sustentável, fazer a integração dos ônibus e melhorar a acessibilidade do transporte público. Já Tony disse que pretende dar continuidade ao Anel Viário.

Outro tema abordado foi a cultura, em pergunta de Lessa para Raquel Lyra. A candidata respondeu que pretende descentralizar o São João de Caruaru e fazer com que a cultura da cidade seja vivenciada o ano todo. Lessa também disse que é preciso respeitar artistas locais, e criticou a contratação de cantores de fora do Estado que recebem altos cachês.

Mais Lidas