Cultivo

Polícia Federal erradica 36 mil pés de maconha de fazenda em Pedra

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 27/09/2016 às 7:45
NOTÍCIA
Leitura:

36 mil pés de maconha foram erradicados de fazenda em Pedra
Foto: divulgação/Polícia Federal
A Polícia Federal em Pernambuco descobriu e erradicou uma plantação de 36 mil pés de maconha em Pedra, no Agreste de Pernambuco. O plantio era feito com técnicas de preparo no solo e cultivo, com o uso de adubação química e outros implementos agrícolas.

Ainda segundo a PF, uma tubulação de 2 quilômetros era utilizada para irrigar os plantios de maconha, através de bombas elétricas que passavam por poços e retiravam água da Barragem do Riacho do Pau.

A plantação foi erradicada e incinerada pela polícia, junto com 120 quilos da droga pronta para consumo e que estava pronta para ser distribuída. Na ação, realizada na semana passada, a PF conseguiu prender em flagrante o dono da fazenda "Lagoa da Porta", Marcos Aurélio de Paiva Leal, 43 anos, e o agricultor Josean José da Silva, 26, que trabalhava no plantio.



Os dois foram autuados por tráfico de drogas e cultivar maconha sem autorização legal. O fazendeiro já foi solto e vai responder em liberdade. O agricultor foi encaminhado ao Presídio Advogado Brito Alves, em Arcoverde, onde está à disposição da Justiça Estadual.

Traficantes de Floresta e Carnaubeira da Penha, no Sertão, estavam no terreno e conseguiram fugir ao perceber a aproximação das equipes policiais, de acordo com a PF. Outras três pessoas que trabalhavam na plantação foram identificadas pela Polícia Federal e serão indiciadas por tráfico de drogas e associação para o tráfico. De acordo com a Polícia Federal, colhidos e prensados, os 36 mil pés poderiam ser utilizados para fazer 12 toneladas de maconha.

Mais Lidas