Segundo turno

Wolney e José Queiroz anunciam apoio a Raquel Lyra em Caruaru

Ana Maria Miranda
Ana Maria Miranda
Publicado em 06/10/2016 às 8:47
NOTÍCIA
Leitura:

Os Lyra e os Queiroz uniram forças para tentar eleger Raquel Lyra (PSDB) em Caruaru
Foto: divulgação/Roberto Pereira Jr.
O prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT) e seu filho, o deputado federal Wolney Queiroz (PDT), anunciaram nessa quarta-feira (5) o apoio à candidatura de Raquel Lyra (PSDB) no segundo turno na cidade. Em encontro no comitê do candidato derrotado Jorge Gomes (PSB), os Queiroz e os Lyra se juntaram para oficializar a decisão, comemorada com aplausos e fogos de artifício.

No início do encontro, o secretário de Governo de José Queiroz, Rui Lira, leu um documento que foi entregue à candidata. O texto pede que, caso seja eleita, Raquel continue projetos iniciados pelo atual governo e que já tem recursos assegurados, entre eles obras de infraestrutura, construção de parques e creches, a transferência da Feira da Sulanca, entre outros.

A decisão de apoiar a candidata foi tomada após ouvir presidentes de partidos da coligação, vereadores eleitos do grupo político e a militância, de acordo com o partido. "Lutamos pela candidatura de Jorge Gomes, do começo ao fim. Mas da mesma forma que soubemos celebrar as grandes vitórias de 2008 e 2012, tivemos a compreensão que a vontade popular apontava em outra direção e cabia-nos saber compreender os gestos do povo", declarou José Queiroz, líder do PDT em Caruaru.

Pai de Raquel, o ex-prefeito de Caruaru e ex-governador de Pernambuco João Lyra Neto (PSDB) também esteve no encontro e disse que os desentendimentos do passado com os Queiroz não devem atrapalhar o apoio a Raquel. "Evidentemente que na vida pública, política, e na vida pessoal nós temos sempre divergências com amigos, familiares, políticos. Isto nós temos que ter maturidade, serenidade e acima de tudo, sabedoria, para que nós possamos viver com essas divergências", afirmou. Pouco depois do anúncio, vários áudios com antigas críticas mútuas entre os Queiroz e os Lyra passaram a ser compartilhados em grupos do WhatsApp.

Raquel não poupou críticas a Tony Gel: "A disputa é do futuro contra o retrocesso, o passado rejeitado por Caruaru e representado pelo nosso adversário"
Foto: divulgação/Roberto Pereira Jr.
Em seu discurso, Raquel aproveitou para alfinetar o candidato Tony Gel (PMDB): "Agora a disputa é do futuro contra o retrocesso, o passado rejeitado por Caruaru e representado pelo nosso adversário. O futuro que nos espera exige de nós uma postura de conciliação, uma postura de conseguir abrir os braços e receber aqueles que estão aqui com a gente e tantos outros que podem vir depois, acreditando que nós temos a capacidade de unir a nossa cidade e não enxergar cores partidárias. Nós queremos atingir a população de Caruaru".

O presidente estadual do PDT, Wolney Queiroz, valorizou a importância da candidatura de Jorge Gomes e disse que o partido não poderia se omitir no segundo turno. "Nós optamos pelo caminho que em Caruaru sempre foi o nosso lado. Nosso lado sempre foi esse, então não havia outra alternativa, não havia outra opção para nós a não ser declarar o apoio a Raquel e estamos à disposição para participar da campanha, dos eventos, e levá-la à vitória no segundo turno", afirmou.

Apesar de o PDT ter decidido seguir com Raquel, ainda não há a confirmação do apoio do PSB de Jorge Gomes e do PT de Louise Caroline, candidata a vice na chapa do atual vice-prefeito. "Jorge Gomes ainda vai conversar com o governador Paulo Câmara e depois falará para Caruaru, da mesma forma que o PT se reunirá, assumirá uma posição e esclarecerá a Caruaru, porque há divergências de cunho nacional e eles precisam discutir estas divergências", justificou o prefeito José Queiroz.


Mais Lidas