Investigações

Delegado acredita que quádruplo homicídio em Caruaru foi execução

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 11/10/2016 às 14:35
NOTÍCIA
Leitura:

Delegados Bruno Vital (esquerda) e Márcio Cruz (direita) detalharam o crime em coletiva de imprensa nesta terça
Foto: reprodução/TV Jornal
O delegado Márcio Cruz, que ficará responsável pelas investigações do quádruplo homicídio na noite dessa segunda-feira (10) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, acredita que o crime foi uma execução.

Em coletiva de imprensa na manhã desta terça (11), o delegado detalhou como o crime aconteceu: os dois casais mortos chegaram divididos em uma moto e um carro na casa de um deles, Layvison Moura da Silva, 27 anos. Pouco depois, um outro veículo se aproximou, possivelmente com dois integrantes, que efetuaram os disparos e mataram os quatro. "A gente não sabe ainda o conteúdo, o motivo desse encontro entre eles", afirmou Márcio Cruz.

A polícia recebeu a informação de que uma das vítimas havia recebido ameaças de morte de um ex-companheiro. "A gente tem essa informação e vai trabalhar com essa hipótese inicialmente, mas não descarta outras linhas de investigação", disse o delegado, acrescentando que o latrocínio já foi descartado, uma vez que nada foi roubado dos quatro.

Crime aconteceu no loteamento Parque Real, no bairro Maria Auxiliadora
Foto: reprodução/TV Jornal
A Polícia Civil também acredita que os suspeitos podiam ser conhecidos das vítimas, uma vez que, em um primeiro momento, nenhuma delas tentou fugir. "Após os primeiros disparos é que há essa tentativa de se livrar dos disparos", disse.

O delegado disse ainda que três das vítimas não tinha antecedentes criminais. Os documentos da quarta pessoas ainda estão sendo levantados, já que são de outro estado, segundo Cruz. A polícia realiza diligências para tentar elucidar o caso, mas não irá repassar mais detalhes para não atrapalhar as investigações.

Quem tiver informações sobre os suspeitos pode informar à polícia através do Disque Denúncia, pelos telefones (81) 3719-4545 (interior) e (81) 3421-9595 (Grande Recife). O anonimato é garantido.

Entenda o caso

A chacina aconteceu por volta das 23h na Rua do Contorno, no loteamento Parque Real, no bairro Maria Auxiliadora, em Caruaru. De acordo com a Polícia Militar, as vítimas foram Jeferson Daniel de Melo Silva, 22 anos, Layvison Moura da Silva, 27, Aldenize Pessoa Olímpio, 21 anos, e Pamela Juliete Silva Gomes, 25.

Os três primeiros morreram no local; Pamela chegou a ser levada para o Hospital Regional do Agreste (HRA), mas não resistiu aos ferimentos e também faleceu.


Mais Lidas